FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 05 Jan 2016

GAF e Posto de Assistência Social de Alvarães querem ajudar 4.200 vianenses

Um programa social desenvolvido por duas instituições do concelho de Viana do Castelo deverá beneficiar, ao longo dos próximos três anos, mais de 4.200 pessoas. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Um programa social desenvolvido por duas instituições do concelho de Viana do Castelo deverá beneficiar, ao longo dos próximos três anos, mais de 4.200 pessoas. No total, serão dez técnicos multidisciplinares envolvidos no Programa CLDS 3G – Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social 3G, que teve início esta segunda-feira à tarde, com a apresentação oficial na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo. “Vamos trabalhar ao nível do emprego, do empreendedorismo, da qualificação das famílias, empresas e da comunidade”, vaticinou Sandra Alves, coordenadora de um dos dois projetos envolvidos.
O Gabinete de Atendimento à Família (GAF) e o Posto de Assistência Social de Alvarães (PASA) vão coordenar o Programa CLDS 3G, levando a cabo a missão de intervir num sistema de proximidade e parceria local.
Sandra Alves, do CLDS 3G Viana Sul, do Posto de Assistência Social de Alvarães, explicou que este projeto “tem três eixos de intervenção fundamentais: ao nível do emprego e da qualificação e empreendedorismo; qualificação das famílias; qualificação das empresas e da comunidade”.
Já José Carlos, do projeto Viana Consigo, coordenado pelo GAF, explicou que “a novidade desta terceira geração dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social é ter dois projetos distintos no território do concelho”, dizendo que vão tentar “promover respostas de proximidade à comunidade”. “O nosso objetivo é abranger o máximo de pessoas com a nossa intervenção, no sentido de as capacitar, qualificar e promover competências”, revelou o responsável do Gabinete Social de Atendimento à Família.
“Apontamos para um número aproximado de 2.000 pessoas beneficiadas diretamente pelo nosso projeto, na equipa do PASA”, assumiu Sandra Alves, dizendo que “tudo faremos para alcançar estes objetivos”. “Estes beneficiados são das várias freguesias da margem esquerda do concelho, no nosso caso, e também empresas”, frisou. No caso do Viana Consigo, promovido pelo GAF, deverão chegar a 2.200 beneficiários diretos, nas freguesias da margem direita.
Ana Margarida Silva, vereadora com o pelouro da ação social da Câmara Municipal de Viana do Castelo, destacou a relevância destes dois projetos na luta contra a exclusão social, contra o desemprego, e para a capacitação de pessoas e empresas.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts