FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 29 Jan 2016

PSD Alto Minho: Eduardo Teixeira quer trabalhar “com todos” e não apenas “com uma ou duas secções”

  Eduardo Teixeira, candidato à liderança da distrital do PSD em eleições marcadas para este domingo, assume querer trabalhar “com todas as secções do partido […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

 
Eduardo Teixeira, candidato à liderança da distrital do PSD em eleições marcadas para este domingo, assume querer trabalhar “com todas as secções do partido no distrito” e lança críticas ao adversário Morais Vieira. A 72 horas das eleições, em conferência de imprensa, o candidato afirmou que “nos últimos dois anos, as dinâmicas do partido nas diferentes secções desapareceram”, prometendo reativar o Gabinete de Estudos Distrital e investir num Gabinete Autárquico Distrital.
“O que se passou nestes dois anos foi um partido com base assente em apenas uma ou duas secções. Não pode ser, o partido tem de trabalhar e coordenar politicamente as dez secções. (…) Não podemos viver a pensar que na lapela temos presidentes connosco, sejam presidentes de Câmara ou de Assembleia Municipal, temos é que fazer um trabalho de base e proximidade”, disse, referindo-se a Morais Vieira, que conta com o apoio de três presidentes na lista que encabeça.
 “Proponho-me liderar um projeto de equipa constituída por pessoas das mais diversas áreas profissionais, oriundas de todos os dez concelhos do distrito. Trata-se de um grupo alargado de companheiras e de companheiros com provas dadas e de reconhecido mérito, que assumem comigo o compromisso de afirmar o PSD no Alto Minho”, revelou Eduardo Teixeira. “Uma lista de inquestionável valia e representativa de todos os concelhos do distrito”, indicou o candidato, esta quinta-feira.
Como mandatário distrital da Lista A aparece Manuel Freitas, ourives e fundador do partido em Viana. Na Comissão de Honra da candidatura aparecem Roleira Marinho, ex-governador civil e ex-deputado; Ana Palhares, presidente da secção de Viana; Vítor Loureiro, ex-presidente da distrital; João Esteves, de Ponte da Barca, e João Rosa, de Viana do Castelo.
Para a Comissão Política Distrital Permanente aparece o nome de Eduardo Teixeira como presidente, e Germano Amorim e Mário Ferreira como vices-presidentes. Paulo Órfão aparece como tesoureiro e Jorge Ribeiro como secretário. Como vogais, a lista liderada por Eduardo Teixeira conta com doze nomes, representativos dos dez concelhos do Alto Minho. Para a Mesa da Assembleia Distrital, é proposto o nome de Paulo Vale como presidente; para a presidência do Conselho de Jurisdição Distrital, Leandro Esteves; para a Comissão Distrital de Auditoria Financeira, Adolfo Fernandes; para o Gabinete Distrital de Comunicação e Imagem, Rosa Arezes; Alípio Matos para o Gabinete Autárquico Distrital; Joaquim Carneiro para a liderança do Instituto Carlos Mota Pinto; Horário Faria para o Gabinete de Estudos Distrital.
“Pretendemos contribuir para a promoção do debate de ideias, estabelecer proximidade com todas as Comissões Políticas de Secção, criar situações que potenciem o aprofundamento de temas relevantes para a região”, pode ler-se na carta de apresentação da Lista A, “O Alto Minho em Primeiro”. “Pretendemos ainda, através do Instituto de Formação Carlos Mota Pinto, privilegiar a formação dos nossos autarcas e, através do Conselho Estratégico de Opinião, criar uma dinâmica que se traduza numa ação pró-ativa”, lê-se ainda na missiva.
Nas eleições agendadas para 31 de janeiro, para a distrital do PSD, podem votar cerca de 2.500 militantes, sendo que só a Secção de Viana do Castelo conta com 900 militantes em condições de votar. Eduardo Teixeira vai ter pela frente Carlos Morais Vieira, atual responsável do PSD Alto Minho.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts