FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 29 Jan 2016

PSD Alto Minho: Morais Vieira quer ganhar mais Câmaras e Juntas no distrito

Em eleições marcadas para a direcção do PSD Alto Minho, a realizar este domingo, a lista B, liderada por Carlos Morais Vieira, refere ter por […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em eleições marcadas para a direcção do PSD Alto Minho, a realizar este domingo, a lista B, liderada por Carlos Morais Vieira, refere ter por objetivo a conquista de “mais Câmaras e Juntas no distrito”. A equipa da Lista B está formalmente completa e a candidatura foi apresentada esta quinta-feira, como decorre do processo eleitoral, na sede do partido.
Morais Vieira afirma que o objetivo desta recandidatura é claro: “Há resultados eleitorais que não queremos de forma alguma repetir. As eleições autárquicas são o maior desafio que a próxima Comissão Política Distrital vai enfrentar e o PSD no Alto Minho tem que querer mais. Temos que ter mais Câmaras Municipais, mais Juntas de Freguesia – e mandatos de deputados municipais – nos órgãos dos dez concelhos. Temos de querer mais do que ter duas autarquias PSD, as quais até são um excelente exemplo da governação social-democrata”.
Para a Mesa da Assembleia Distrital, a lista B apresenta como presidente João Manuel Esteves, autarca de Arcos de Valdevez, e como vice-presidente Jorge Mendes, autarca de Valença. Como secretários da estrutura aparecem Maria Alice Antunes e Maria Fernandes. Para a Comissão Política Distrital, encabeça a lista, como presidente, Morais Vieira, seguido de Olegário Gonçalves e José Temporão Monte, como vices. Como tesoureira, Maria Fernanda Alves Araújo. Para o Conselho de Jurisdição Distrital, aparecem os militantes Horácio Lages, Rosa Encarnação, Sandro Durães, Jorge Dantas e Mário Oliveira. Para a Comissão Distrital de Auditoria Financeira, a lista apresenta nomes como Alberto Vilas, Maria Lopes e Luís Pereira.
O atual presidente da Comissão Politica Distrital e recandidato afirma que “o PSD tem de voltar a ser líder ao nível do poder local”. “As candidaturas na lista B dos dois presidentes de câmara do distrito são um sinal claro que esta lista não está focada numa pessoa, mas sim numa equipa que tem um objetivo: unir o partido e credibilizá-lo externamente para que assim nos empenhemos no que realmente temos de fazer: trabalhar para ganhar eleições!”, declarou.
“Não é possível continuarmos a registar vitórias em eleições nacionais – acima da média que o partido regista no país – e depois não espelharmos isso nas eleições autárquicas. Existe, como se tem visto, uma maioria da população que acredita nos valores e nas propostas apresentadas pelo PSD. Se isso não se revê no poder local há algo de errado que temos de corrigir”, considera Morais Vieira.
“Até porque as vitórias são, em primeiro lugar dos militantes e dos simpatizantes e eles merecem o nosso respeito. Merecem que nos centremos no que realmente importa e tenhamos uma estratégia coerente que não faça desperdiçar o enorme esforço que esses mesmos militantes têm feito”, concluiu.
Este domingo, o PSD Alto Minho vai a votos. Os 2.500 militantes irão escolher entre o atual líder, Morais Vieira, e o ex-líder, Eduardo Teixeira.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts