FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 21 Jan 2016

Vereadora do PSD pede retratação de autarca de Viana e critica “ambiente de guerra”

Helena Marques, vereadora do PSD no executivo de Viana do Castelo, apresentou esta quinta-feira, durante a reunião camarária quinzenal, um pedido de retratação do Presidente […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Helena Marques, vereadora do PSD no executivo de Viana do Castelo, apresentou esta quinta-feira, durante a reunião camarária quinzenal, um pedido de retratação do Presidente da Câmara. O autarca José Maria Costa não marcou presença na reunião, sendo substituído por Vítor Lemos, devido a doença, mas o pedido da bancada laranja foi lido pela vereadora. “Os vereadores do PSD esperam que o espírito democrático volte a Viana do Castelo, exigindo desde já, um pedido de retratação do Eng. José Maria Costa no que diz respeito aos factos ocorridos na última reunião de Câmara, nomeadamente o insulto a uma vereadora do PSD e as acusações infundadas a todos os vereadores do PSD”, indicou a declaração lida pela vereadora.
“Vamos continuar a ter a nossa postura de serenidade mas, se voltarmos a ser insultados, e se eu própria voltar a ser lesada, ponderaremos o que devemos fazer. Se nem os meus pais me chamam mentirosa, certamente não será o engenheiro José Maria Costa que o irá fazer”, declarou Helena Marques, aos jornalistas, no final da reunião.
Recorde-se que, há quinze dias, os vereadores abandonaram a reunião camarária em protesto contra as acusações do autarca, que os acusou de terem sido os autores de uma queixa anónima. José Maria Costa referia-se arquivamento do inquérito relativo “a uma denúncia anónima, apresentada por alguém que se identificou como funcionário do município de Viana do Castelo, na qual são relatados factos suscetíveis de integrar crimes de corrupção ativa e de corrupção passiva”. Em causa está um ajuste direto aprovado pela maioria socialista na autarquia, em agosto de 2013 em reunião camarária, no montante de 40 mil euros, para prestação de serviços de técnicos com vista à instalação de uma multinacional norte-americana, no parque empresarial do concelho. O autarca acusou o PSD de ser o autor da queixa e, perante as negações, José Maria Costa dirigiu-se à vereadora social-democrata Helena Marques e atirou “estou a chamar-lhe mentirosa com todas as letras”.
Já na altura a vereadora apresentou um pedido de retratação, mas o socialista recusou fazê-lo. Agora, formalmente, a bancada laranja afirma que “caso o senhor presidente não dê este passo para clarificar a sua atuação na última reunião, os vereadores declaram, desde já, permanecer nesta reunião sob protesto”. “Os vereadores têm, ao longo deste mandato autárquico, sido alvo de sucessivos e constantes ataques, levados a cabo pelo Eng. José Maria Costa. Desde insultos e ofensas graves a acusações infundadas, e até mesmo ridículas, os vereadores têm sido alvo de uma perseguição que ultrapassa e muito as divergências políticas”, pode ler-se na declaração apresentada por Helena Marques.
“A democracia diz que há pluralidade de ideias, diferença de opiniões, e é por isso que nos debatemos aqui, é por isso que existem partidos políticos”, vaticinou, defendendo a existência de “espírito democrático” no órgão.
“Os vereadores, todos eles, têm tido posturas corretas, discussões acesas mas nunca, até à data de hoje, utilizaram insultos e desrespeito como armas de arremesso político. A única pessoa que faz da sua atuação uma barricada de ataque é o Eng. José Maria Costa, tornando cada reunião num ambiente de guerra, atacando para não ser atacado, destratando para ser desrespeitado”, assumiu Helena Marques.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts