FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 17 Fev 2016

Edifício centenário na Praça da República receberá um dos três ‘hostels’ a nascer em Viana

No centro da cidade de Viana do Castelo, em breve, deverão abrir portas três hostels. Duas das obras já estão bem avançadas, como a Geice […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

No centro da cidade de Viana do Castelo, em breve, deverão abrir portas três hostels. Duas das obras já estão bem avançadas, como a Geice pôde verificar, nos últimos dias. Um claro destaque vai para o futuro hostel que deverá abrir portas entre a Praça da República e o início da Rua Manuel Espregueira, num edifício centenário, que data de 1914. Os outros dois hostels deverão surgir na Rua da Picota/Praça da Erva e na Rua Nova de São Bento. Os três novos equipamentos de alojamento local vão assim surgir no centro histórico vianense e deverão criar uma resposta que, até agora, só existia num equipamento.
Luís Nobre, vereador da Câmara Municipal de Viana do Castelo, responsável pelos pelouros do Planeamento Urbano e Gestão Urbanística, explicou à Geice que os três equipamentos resultam de investimentos de promotores privados. O hostel a ser instalado no centenário edifício entre a Praça da República e a Rua Manuel Espregueira representou um investimento estimado de 40 mil euros e deverá receber até 24 hóspedes. Já o equipamento a ser instalado entre a Rua da Picota e a Praça da Erva, por cima de uma ourivesaria, deverá representar um investimento de 91 mil euros e incluirá um espaço de restauração e bebidas com 24 lugares sentados, devendo ter três quartos e receber até 16 pessoas. Por fim, na Rua Nova de São Bento, o terceiro hostel deverá abranger três edifícios, representando um investimento estimado de 314 mil euros. Este deverá ser o maior equipamento, com 11 quartos e uma capacidade de 20 hóspedes.
Apesar de não poder dizer quando os equipamentos deverão abrir portas, Luís Nobre considera que esta “é mais uma resposta que nem sempre os hotéis oferecem”. “É uma oferta que, até agora, não existia na cidade. Vão permitir alojamento de grupos, para um público mais específico”, garante, acreditando que os três hostels “vão trazer mais visitantes, mais turistas” à cidade. “Esta é uma nova oportunidade, quer para os promotores, quer para a cidade”, vaticinou.
Um ‘hostel’ é um estrangeirismo que resumidamente se refere a um tipo de acomodação que se caracteriza pelos preços convidativos e pela socialização dos hóspedes. Nos hostels, os hóspedes costumam arrendar camas ou beliches, partilhando quartos, casas de banho e, por vezes, até cozinhas. Nos hostels, também se podem encontrar quartos privados mas, geralmente, funcionam mesmo como quartos para grupos, para que os preços possam ser mais reduzidos.
 “Quer o futuro hostel da Rua da Picota quer o do início da Rua Manuel Espregueira já estão avançados em termos de obras”, revelou o responsável, dizendo que a autarquia apenas vai saber que estão concluídos quando os promotores pedirem o registo dos mesmos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts