FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 10 Fev 2016

Esgrima: Vianense Carolina Oliveira 9ª classificada no Marathon Challenge de paris

A esgrimista da Escola Desportiva de Viana, Carolina Oliveira, conseguiu um excelente 9º lugar no Torneio Internacional de Paris, revelando estar num bom momento de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A esgrimista da Escola Desportiva de Viana, Carolina Oliveira, conseguiu um excelente 9º lugar no Torneio Internacional de Paris, revelando estar num bom momento de forma para disputar o Campeonato da Europa de Cadetes.
Vários esgrimistas da EDV participaram no Torneio Internacional de Paris, uns com o objectivo de disputar os lugares cimeiros, outros para aumentarem a experiência internacional. Carolina Oliveira, que se encontra em fase de preparação para o Campeonato da Europa de Cadetes, classificou-se entre as melhores, terminando no 9.º lugar após perder um jogo por 15/13 no qual evidenciou que poderia vencer.
Na fase de qualificação a vianense esteve imparável e conseguiu passar à fase de eliminação com o número 4, totalizando por vitórias os jogos disputados na última fase da qualificação. Este resultado de alto nível de Carolina Oliveira permite acalentar a esperança de um bom resultado no Campeonato da Europa, prova na qual na época passada conseguiu chagar aos 16-avos de final.
No mesmo torneio, Helena Afonso, no seu primeiro ano como cadete, conseguiu atingir a fase de eliminação, limitada a 50 atletas, terminando no 40.º lugar. Helena Afonso, que já conseguira bons resultados como Iniciada, confirma agora no escalão de cadetes todo o seu potencial que lhe poderá permitir integrar a selecção nacional de cadetes para os próximos compromissos da equipa Portuguesa.
Em Paris jogaram também pela primeira vez os Iniciados Danilo Costa e Tomás Ferreira, num torneio que teve a participação de 365 esgrimistas desse escalão. Danilo Costa passou as duas fases de eliminação, concluindo o Torneio Internacional de Paris no 153.º lugar. Tomás Ferreira, que evidenciou algum nervosismo inerente à sua ainda diminuta experiência internacional, classificou-se no 239.º lugar.
Esta participação dos esgrimistas da EDV foi custeada pelos próprios e por alguns patrocinadores que reconhecem o valor e a importância do desporto e dos resultados desportivos na educação dos jovens, e encaram o patrocínio desportivo como um veículo de divulgação das suas empresas, produtos e serviços.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts