FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Fev 2016

AFVC / 2ª Divisão: Juniores do Vianense B conseguiram controlar o Távora e garantir empate

Apesar de estar com nove juniores no onze inicial, e de ter terminado a partida com apenas 9 jogadores, a equipa do Vianense B conseguiu enfrentar […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Apesar de estar com nove juniores no onze inicial, e de ter terminado a partida com apenas 9 jogadores, a equipa do Vianense B conseguiu enfrentar o vice-líder Távora e o jogo terminou com um empate por 1-1.
O Távora entrou mais forte na partida e, aos 14 minutos, primeira oportunidade para a equipa visitante, na sequência de um pontapé de canto, com a bola a sair um pouco ao lado da baliza defendida pelo jovem guardião Carlos, que se revelou decisivo na partida. Poucos depois, a defesa do Vianense foi novamente alvo de ataque adversário, com Bica, já dentro da grande-área contrária, a fazer um bom remate, mas a bola acabou por ser desviada pelos anfitriões.
O primeiro remate dos homens da casa surgiria apenas à passagem do minuto 25, através de Josué, com a bola a sair à figura do guardião visitante Cunha. Os pupilos de César Gonçalves conseguiam libertar-se um pouco da pressão do adversário e dispuseram, perto da meia hora de jogo, de grande oportunidade para inaugurarem o marcador: boa combinação entre Luís Viana e Hélder, com o último a surgir liberto de marcação, já dentro da grande-área adversária, mas a rematar ao lado.
Depois, o Távora desperdiçou uma flagrante ocasião de chegar ao golo, numa boa jogada de envolvência pelo lado esquerdo e bola colocada no centro da área, com Bica a rematar, mas a levar a bola à trave. Na recarga, grande defesa de Carlos, a negar o golo aos comandados de Pedro Martins.
Perto do intervalo, o árbitro assinala grande penalidade a favorecer o Vianense B, a castigar pretensa falta do central Abreu. Quem aproveitou foi Luís Viana que bateu com sucesso e fez o 1-0, resultado com que se chegou ao intervalo. Já quando as equipas regressavam ao balneário, o médio do Vianense B, Hélder, envolveu-se com um jogador do adversário, acabando por ser expulso e reduzindo a equipa vianense a dez.
Na segunda parte, o técnico do Távora fez entrar Lipinho para a extrema-esquerda do ataque, ficando a equipa a atacar com uma linha de 4 jogadores na frente, reforçando o poderio dos visitantes. Primeiro foi Lipinho que recebe um passe de rutura e se isola, mas domina mal e adianta em demasia o esférico, que acabou nas mãos de Carlos. Pouco depois, na sequência de um canto, cabeçada de Paulinho, para nova boa intervenção de Carlos. Cacho, recém-entrado no jogo, tem também boa oportunidade, já na grande-área contrária, mas a rematar por cima.
O Vianense B não conseguia sair da sua defesa e estender mais o jogo, mas desperdiçou uma grande oportunidade para fazer o segundo golo: Diogo apareceu isolado, mas acabou por rematar fraco e à figura de Cunha.
Tanto insistiu o Távora, que acabou por ser recompensado. Aos 86 minutos, livre marcado rapidamente pela equipa visitante, cruzamento da direita com a emenda a obrigar Carlos a uma grande defesa, mas Luís Saramago fez a recarga e estabeleceu a igualdade.
Últimos minutos de grande intensidade: Alex, do Vianense B, é expulso por acumulação de amarelos deixando a equipa da casa com apenas 9 elementos. O Távora, com jogo direto e muita gente na frente, fez um forcing final, mas não conseguiu chegar a novo golo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts