FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 29 Fev 2016

Mãe e filha estavam na Casa Abrigo: Tribunal algarvio decide entregar criança a progenitor sem conhecer desfecho de processo de suspeita de abuso sexual

Caso dramático vivido hoje em Viana. Um Tribunal do Algarve decidiu, no âmbito de um processo de apuramento das responsabilidades parentais, entregar uma menor ao […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Caso dramático vivido hoje em Viana. Um Tribunal do Algarve decidiu, no âmbito de um processo de apuramento das responsabilidades parentais, entregar uma menor ao pai sendo que, neste momento, ainda não é conhecido o desfecho de um processo que envolve a suspeita de abusos sexuais do progenitor para com esta mesma criança. Mãe e filhas estão, desde Junho do ano passado, na Casa Abrigo do Gabinete de Atendimento à Família de Viana do Castelo, destinada a acolher vítimas de violência doméstica. A mãe da menina tem, atualmente, cinco estatutos de vítima. A ordem do Tribunal Algarvio deixou todos em pânico, incluindo Leandra Rodrigues, a coordenadora do GAF. Leandra Rodrigues sublinha o sentimento de impotência perante esta decisão, sendo que mãe e filha se apresentavam extremamente transtornadas. Quando chegaram a Viana do Castelo, sublinha a Coordenadora do GAF, ambas estavam em situação de risco e havia “fortes suspeitas de abuso sexual do progenitor sobre a menina”. Na altura houve participação por violência doméstica e uma outra, à Polícia Judiciária, por suspeita de abuso sexual. Sem que nada tenha sido decidido sobre este segundo caso, um Tribunal do Algarve deu hoje ordem para que a criança fosse entregue ao pai.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts