FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 12 Fev 2016

PSD de Caminha acusa: “Revista Municipal veicula informações que não correspondem à verdade”

O PSD de Caminha afirma, em comunicado, que bastam duas questões “para verificar que a revista municipal, lançada no Natal pelo executivo, está carregada de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O PSD de Caminha afirma, em comunicado, que bastam duas questões “para verificar que a revista municipal, lançada no Natal pelo executivo, está carregada de informação falsa”. De acordo com o PSD a “primeira mentira” diz respeito a uma frase do autarca socialista Miguel Alves ao afirmar que a autarquia pagou “cerca de 400 mil euros em sentenças judiciais “. O PSD nega que tal seja verdade e que aliás, o próprio presidente da autarquia, que “também já tem vários processos, decorrentes das suas funções, pagou cerca de 20 mil euros à uma funcionária da Câmara Municipal. Esse foi o único valor de sentença judicial pago.Os restantes 350 mil euros não resultam de nenhuma sentença judicial”. A “segunda mentira”, diz o PSD, prende-se com outra afirmação do autarca quando diz que “Caminha vai ter uma biblioteca nova, num investimento de 1,8 milhões de euros “. “A Biblioteca de Caminha, conforme projetada pelo anterior executivo, é um investimento no valor de 900 mil euros, certificado e constante no Plano Plurianual de Investimentos”, sublinha o PSD, que diz que o Miguel Alves  “talvez para tentar iludir as pessoas, e para justificar como gastou os mais de 2 milhões de euros que o anterior executivo lhe deixou, como que por magia, faz sair “números da cartola” que não correspondem com a realidade”.  “Estas tentativas de “engordar” os números suscitam imensas dúvidas relativamente à seriedade e transparência com que estão a ser usados os dinheiros públicos na Câmara Municipal de Caminha”, remata o PSD em comunicado.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts