FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 31 Mar 2016

Ampliação do Parque Eólico deixa mais dinheiro em Valença

A duplicação da capacidade de exploração eólica em Valença já está em teste, após um investimento de 21 milhões de euros com a implantação das […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A duplicação da capacidade de exploração eólica em Valença já está em teste, após um investimento de 21 milhões de euros com a implantação das novas torres eólicas. As novas unidades de exploração da Ventominho – Energias Renováveis, S.A., foram visitadas pelo Presidente da Câmara Municipal de Valença. O novo equipamento do Parque Eólico do Alto Minho I, em Valença, compreende a instalação de mais 8 aerogeradores no Sub-parque de Picoto – São Silvestre, em Valença. Os novos aerogeradores, já instalados e atualmente em fase de testes, foram implantados em terrenos baldios das Freguesias de Boivão, Sanfins e Taião, em Valença, que beneficiam, assim, de uma receita anual suplementar sem prejuízo da tradicional utilização dos baldios pelos seus compartes. Este projeto traz outros benefícios para a população, como a melhoria das acessibilidades no combate aos incêndios florestais, resultante da beneficiação dos caminhos existentes, e a criação de um roteiro patrimonial, dada a existência de vários vestígios arqueológicos de interesse público, como gravuras rupestres e mamoas, na envolvente do Sub-parque de Picoto – São Silvestre. O impacto ambiental assegura a proteção da população do lobo ibérico presente na serra da Boulhosa, bem como a interrupção dos trabalhos de construção entre os meses de abril e agosto, e a limitação na circulação de veículos motorizados. Com a conclusão das obras em Valença, prevista em finais do corrente mês, o Sub-parque de Picoto – São Silvestre, anteriormente com 19 aerogeradores e uma potência total de 38 MW, terá com uma capacidade adicional de 18,8 MW. Deste aumento de capacidade, a produção anual de energia elétrica irá aumentar cerca de 46,3 GWh, que equivale a 86% do consumo total de eletricidade no Concelho de Valença (dados provisórios DGEG 2014). O investimento realizado com o sobreequipamento do Parque Eólico do Alto Minho I deverá ascender a 26 Milhões de euros, dos quais cerca de 21 Milhões de euros no Concelho de Valença.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts