FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 02 Mar 2016

Associações protetoras dos animais vão juntar-se para debater abandono e maus tratos

No mês de abril, as associações de proteção animal locais vão juntar-se para debaterem o que pode ser feito para minimizar os problemas relativos ao […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

No mês de abril, as associações de proteção animal locais vão juntar-se para debaterem o que pode ser feito para minimizar os problemas relativos ao abandono ou maus tratos de animais de pequeno ou grande porte, na cidade de Viana. O Grupo Anti Touradas de Viana do Castelo solicitou à Câmara Municipal a cedência de um espaço para a realização de um debate e, assim, pelas 15 horas de dia 10 de abril, o auditório do Museu de Artes Decorativas vai receber as associações locais e todos aqueles que queiram juntar-se à iniciativa.
“O objetivo é apenas alargar a informação sobre a forma correcta de agir caso nos deparemos com situações de maus tratos ou abandono”, revela Ana Macedo, da organização deste debate, querendo discutir temas variados em torno do abandono e maus tratos a animais. “Queremos perceber a quem devemos enviar uma queixa, que tipo de instituições podem e devem prestar auxílio, quem e como controla os chips obrigatórios  –  mas que de pouco adiantam já que a maior parte das vezes não estão ligados a um nome -, quais as funções da Veterinária municipal”, indica a porta-voz.
No debate deverão marcar presença os representantes de três associações locais: Gatos de Ninguém, Vila Animal e Selva dos Animais Domésticos, assim como um representante do Grupo Anti Touradas. Ana Macedo, da organização, assume que foram enviados convites a Fernando Martins, representante do SEPNA, Raúl Curva, da PSP vianense, e a Rita Bezerra, veterinária  municipal de Viana. A organização acredita que a presença destas entidades poderá ajudar a esclarecer dúvidas sobre a correcta forma de agir em situações deste tipo.
“O Grupo Anti Touradas agradece a colaboração prestada pela Câmara Municipal de Viana do Castelo e apela a que toda a sociedade civil, associações e todos, de forma geral, que se preocupam com o bem-estar dos animais se juntem a nós. Tudo faremos para esclarecer dúvidas e recolher informação útil para uma comunidade que todos desejam mais civilizada”, realça Ana Macedo.
Sobre o eventual regresso das touradas a Viana do Castelo este ano, como prometido pelo Movimento Vianenses pela Liberdade, Ana Macedo refere “manter a esperança de que não se persista na triste ideia de ofender Viana e as suas festas, trazendo um espetáculo degradante”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts