FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 27 Mar 2016

Cruz de Valença atravessa o rio em barco e dá-se a beijar aos espanhóis

Cumprindo uma tradição entre as duas localidades vizinhas, a Cruz de Valença volta a atravessar o rio, de barco, para se dar a beijar aos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Cumprindo uma tradição entre as duas localidades vizinhas, a Cruz de Valença volta a atravessar o rio, de barco, para se dar a beijar aos vizinhos espanhóis. O Lanço da Cruz está programado para as 17 horas de segunda-feira. Esta tradicional romaria galaico-minhota decorre sempre na segunda-feira imediata ao fim de semana da Páscoa.

Ao entardecer, depois da visita pascal à freguesia de Cristelo-Côvo (Valença), o pároco, devidamente paramentado e com uma cruz ornamentada, entra num barco de pesca e dirige-se até à margem espanhola onde dá a cruz a beijar aos paroquianos da outra margem. Durante esse período são lançadas, pelos pescadores as redes benzidas ao rio. Todo o peixe que sair no lance é para o pároco. Entretanto com o pároco português regressa, no barco, o pároco de Sobrado – Torron, concelho de Tomiño (Galiza), dando a cruz a beijar aos peregrinos que aguardam junto ao rio, na margem portuguesa. Várias embarcações portuguesas e galegas acompanham este compasso pascal nas águas do Minho.
Até à noite os sons das gaitas de foles misturam-se com os das concertinas, das castanholas, o rufar dos bombos e tambores numa autêntica romaria galaico-minhota. A tradição do Lanço da Cruz é uma manifestação religiosa e popular muito acarinhada pelas populações da raia minhota que ano após ano atrai um maior número de populares e turistas.
No dia seguinte, terça-feira, acontece a missa para os peregrinos galegos, celebrada em galego pelo pároco de Sobrado, às 10 horas, na Capela de Nossa Senhora da Cabeça. Uma hora depois, nova missa, mas agora em português.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts