FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 13 Mar 2016

II divisão AFVC: Darquense impõe-se ao líder Arcozelo e conquista vitória por 3-2

Este domingo à tarde, o Darquense surpreendeu e conquistou uma grande vitória por 3-2 frente ao Arcozelo, que é o líder destacado do campeonato. Na […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Este domingo à tarde, o Darquense surpreendeu e conquistou uma grande vitória por 3-2 frente ao Arcozelo, que é o líder destacado do campeonato. Na primeira parte, a história foi curta, pouco futebol e pouco perigo, situação que não deixava adivinhar a disputa quente da segunda parte.
A primeira metade mostrou um Arcozelo a querer mandar e a pressionar mais, mas com o Darquense muito concentrado defensivamente e a anular os movimentos ofensivos dos visitantes.
O primeiro lance de algum perigo surgiu apenas quando já se aproximava a meia-hora de jogo, com Quim, avançado do Arcozelo, a enquadrar-se com a baliza de Barbosa e a disparar de longa distância, mas a bola saiu ao lado. Até ao intervalo, três lances de destaque: um fora-de-jogo duvidoso assinalado a Fábio Rosário, que ficava completamente isolado, muito contestado pelos homens da casa. Lance de perigo a favorecer o Arcozelo na sequência de um pontapé de canto, com Ilídio, perto da pequena área, a desviar para a baliza, mas com a bola a sair ao lado. Já muito perto do descanso, bom trabalho de João Oliveira, lateral do Darquense, a rematar forte e colocado, obrigando Carlos a uma boa defesa para canto.
A segunda parte foi completamente diferente, com um Darquense agressivo e a surpreender. Logo aos 48 minutos, os anfitriões colocaram-se em vantagem no marcador, por intermédio de Ginho que se isolou e, com um chapéu fez um bom golo, conquistando o 1-0. Procurou responder de imediato o líder do campeonato e, dois minutos depois, Ilídio, já dentro da grande área, rematou cruzado, com a bola a sair a poucos centímetros da baliza de Barbosa.
Aos 55 minutos, o Darquense chegou ao 2-0, depois de um cruzamento na direita de João Oliveira e Caldas, muito oportuno, a cabecear para o fundo das redes. O Arcozelo reagiu de imediato e, aproveitando uma falha de comunicação dos comandados de Salvador Miranda, fez o 2-1, através de Pedro que, praticamente em cima da linha de golo, confirmou, de cabeça, o tento dos forasteiros.
O Darquense aumentou a vantagem aos 70 minutos, no golo da tarde: o guarda-redes do Arcozelo, Carlos, aliviou mal a bola e Bertinho, de muito longe, a fazer um grande chapéu para a baliza deserta.
Não desistiu a equipa limiana e, a 10 minutos do fim, os homens de Adriano Matos reduziram para 3-2, com Rocha, na sequência de um canto, a aproveitar alguma apatia da defensiva do Darquense para fazer o golo. Procurou o Arcozelo o golo que lhe valesse a igualdade, mas sempre mais com o coração do que com a cabeça e o Darquense, em contra-ataque, dispôs até de duas soberanas ocasiões para dilatar o marcador, com Nuno, em duas ocasiões, a mostrar-se muito perdulário e a falhar na cara de Carlos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts