FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 21 Mar 2016

Operadores de redes móveis vão ser obrigados a cobrir “zonas-sombra” de Viana do Castelo no prazo de um ano

Três deputados do CDS-PP, entre os quais Abel Baptista, apresentaram no Parlamento um requerimento dirigido à ANACOM sobre a deficiente cobertura do serviço de telefone […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Três deputados do CDS-PP, entre os quais Abel Baptista, apresentaram no Parlamento um requerimento dirigido à ANACOM sobre a deficiente cobertura do serviço de telefone móvel em 10 freguesias do distrito de Viana do Castelo. No requerimento referiam que, tendo em conta a taxa de penetração das redes móveis no país, seria “de esperar que o consumidor tenha uma expectativa quanto à utilização do serviço em qualquer ponto do território nacional. Considera-se ainda que o acesso generalizado aos serviços móveis surge cada vez mais como uma condição indispensável ao desenvolvimento da Sociedade da Informação. A isto acrescentavam que “apesar da proliferação dos serviços móveis, há ainda quem tenha dificuldades na sua utilização dada a inexistência de cobertura das redes móveis em algumas freguesias” sendo que, de acordo com a própria ANACOM “há no distrito de Viana do Castelo 10 freguesias com dificuldades de acesso às redes de telecomunicações”. A resposta da ANACOM a este requerimento já chegou e, basicamente, diz que os operadores (MEO, NOS e VODAFONE) terão que efetuar a cobertura a 100% no prazo de um ano após 10.03.2016. Esta é mesmo uma obrigação legal para os operadores, que vão ter de cobrir as chamadas “zonas-sombra”, nas quais o sinal chega com muita dificuldade ou é mesmo inexistente, sendo que desta nova obrigação dos operadores consta uma lista de 17 freguesias do distrito de Viana do Castelo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts