FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 02 Mar 2016

UMinho integrou o projeto: Uma ponte com a espessura de dois dedos

Uma ponte pedonal recém-inaugurada em Ovar, distrito de Aveiro, tem dado que falar por ter apenas 38 milímetros de espessura, sendo a mais fina que […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Uma ponte pedonal recém-inaugurada em Ovar, distrito de Aveiro, tem dado que falar por ter apenas 38 milímetros de espessura, sendo a mais fina que existe em betão auto-compactável reforçado com fibras. O projeto envolveu a Escola de Engenharia da Universidade do Minho, com coordenação de Joaquim Barros, o Instituto Superior Técnico e a ALTO, entre outros parceiros. A ponte de 11 metros de comprimento e dois de largura pesa só três toneladas e é imune a fenómenos de corrosão. A investigação contou com o apoio do QREN e da Agência de Inovação. A nova travessia sobre o rio Cáster, instalada no Parque da Senhora da Graça, foi batizada de Ponte São Silvestre aquando da partida para a prova de atletismo com o mesmo nome. Joaquim Barros considera a criação inovadora porque “combina materiais, perfeitamente compatíveis, sem incluir qualquer armadura convencional, e com a particularidade de ter perfis pultrudidos em polímero reforçado com fibras de vidro”, estando ligados ao tabuleiro por um adesivo estrutural e conetores.O professor justifica que o caráter auto-compactável elimina situações de vibração, enquanto as fibras e as propriedades de resistência alcançadas neste betão evitaram recorrer a armaduras de aço convencionais, o que permite a espessura e o peso reduzidos e a resistência à corrosão. Ou seja, os autores creem que, a prazo, não haverá lugar para trabalhos de manutenção, como acontece noutras estruturas do género, “a não ser pormenores pontuais, como uma pintura”, nota Joaquim Barros. O investigador do Instituto para a Sustentabilidade e Inovação em Estruturas de Engenharia adianta ainda que “os tipos de materiais adotados na estrutura podem ser aplicados noutros sistemas construtivos, com vantagens técnicas e económicas, principalmente em zonas de elevada agressividade ambiental, como a costa marítima”. Além disso, o baixo peso da ponte tornou também o transporte e a instalação no local mais simples, rápido e menos oneroso.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts