FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 02 Mai 2016

Centro Cultural de Viana acolhe maior prova nacional de trampolins com quase 300 participantes

Este mês, a cidade de Viana do Castelo acolhe a maior prova nacional de trampolins. Entre os dias 14 e 15 de maio, a capital […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Este mês, a cidade de Viana do Castelo acolhe a maior prova nacional de trampolins. Entre os dias 14 e 15 de maio, a capital do Alto Minho vai receber quase 300 participantes para o Campeonato Nacional de Trampolim Individual e Sincronizado, num evento que vai reunir 39 clubes, que apoiam 210 ginastas individuais e 76 pares de trampolim sincronizado.
Luís Arrais, vice-presidente da Federação Portuguesa de Ginástica, revelou, em conferência de imprensa, esta segunda-feira, a bordo do Navio Gil Eannes, que “é, de facto, a maior prova nacional dos trampolins”. Destacou o “recorde” de clubes inscritos e também o número elevado de ginastas, que chegam quase às três centenas de atletas. “Entre estes ginastas todos vamos ter muitos campeões da Europa, alguns campeões do mundo e também os dois ginastas que vão estar a representar o país nos Jogos Olímpicos do Rio 2016”.
A maior prova nacional de trampolins organizada este ano é da responsabilidade da Federação Portuguesa de Ginástica e da Escola Desportiva de Viana (EDV), contando com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Castelo. Vítor Lemos, vice-presidente da Câmara de Viana e responsável pelo pelouro do desporto, referiu que o Centro Cultural “é uma sala de visitas excelente” e indicou que a autarquia vai divulgar este evento “junto das escolas, dos clubes e junto da população”, pois esta é “uma modalidade muito interessante, espetacular e muito atrativa”.
O vereador do desporto na autarquia vianense indicou que “Viana do Castelo é uma cidade que se tenta projetar através de eventos de gabarito”. “Este ano temos em Viana do Castelo cerca de 14 provas internacionais, desde campeonatos do mundo, passando por campeonatos europeus e outras provas internacionais”, assegurou o vice-presidente da autarquia. Vítor Lemos explicou que, no âmbito nacional, a cidade vai acolher “dúzia e meia de eventos”, pois Viana acolhe “em média, um evento desportivo por semana”. “Para nós, esta é uma forma de a Câmara de Viana afirmar a sua capacidade de organização e é também uma forma de afirmação do trabalho das associações e clubes desportivos que temos. É ainda uma forma de gerar desenvolvimento desportivo, pois alguns eventos enquadram-se no âmbito do turismo desportivo”, destacou. Vítor Lemos assegurou a “aposta alargada nas modalidades desportivas” pelo município vianense, referindo que o concelho tem quase uma centena de associações desportivas.
Já Rui Silva, presidente da Escola Desportiva de Viana (EDV), frisou o “prazer enorme em acolher mais um evento nacional”. “Há cerca de 24 ou 25 anos que não existia uma prova de campeonato nacional em Viana do Castelo”, referiu o responsável, considerando que esta organização acaba por ser uma boa prenda de aniversário pelos 40 anos da EDV.
“Iremos trabalhar em conjunto com a autarquia para oferecer as melhores condições aos atletas”, garantiu Rui Silva, destacando o Centro Cultural enquanto “instalação única no país”, por se situar “abaixo da linha de água, junto ao nosso rio Lima”.
Luís Arrais deixou ainda um “desafio” de peso à autarquia: “Aproveitava para deixar um desafio ao senhor vice-presidente da Câmara e ao presidente da EDV, visto que a cidade de Viana tem tido um crescendo de atividade gímnica. (…) No futuro, deveríamos pensar numa Taça do Mundo ou numa prova internacional aqui na cidade, pois Viana tem tudo”, declarou. Vítor Lemos mostrou-se satisfeito e prometeu “estudar esse desafio”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts