FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 25 Mai 2016

Dez municípios avançam com candidatura para valorizar Caminhos de Santiago

Dez municípios vão avançar com uma candidatura conjunta para a “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa”. Esta quarta-feira, o executivo de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Dez municípios vão avançar com uma candidatura conjunta para a “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa”. Esta quarta-feira, o executivo de Viana do Castelo aprovou, por unanimidade, a integração da capital do Alto Minho neste projeto, que deverá ser candidatado a fundos comunitários ainda este mês. Valença, Caminha, Viana do Castelo, Vila Nova de Cerveira, Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Maia, Matosinhos e Porto estão a aprovar protocolos de adesão que visam a apresentação desta candidatura conjunta. O objetivo dos municípios é apresentar investimentos comuns para dinamizar, promover e melhorar o itinerário.
José Maria Costa, autarca vianense, explicou que este foi um trabalho “desenvolvido no âmbito dos pelouros da cultura dos dez municípios que são abrangidos pelo Caminho Português da Costa”, referindo que os caminhos são “um património muito importante” e “um valioso instrumento da promoção turística da costa portuguesa”. Os dez municípios reuniram e coordenaram-se, identificando as áreas de maior interesse patrimonial e promovendo um levantamento dos percursos mais utilizados. “Fez-se uma concertação entre todos, um trabalho de sinalização e identificação”, explicou o líder socialista, trabalho que foi alvo de uma apreciação por parte da Direção Regional de Cultura do Norte. Agora, os municípios “vão apresentar esta candidatura para começarmos a fazer uma sinalização homogénea, uma identificação daquilo que são os valores patrimoniais que cada município tem e também para darmos a conhecer este valioso património”.
Em Viana, vai ser valorizada “uma peça muito importante”, que é a inscrição mais antiga de dedicação a Santiago, numa igreja, que está em Castelo de Neiva, dos anos 900. Segundo o responsável, “é a referência mais antiga que se conhece”. Ainda na cidade, será valorizado o antigo Hospital, na Praça da Erva, que foi em tempos um albergue dos Caminhos de Santiago. “Vamos aí fazer algum trabalho de reabilitação, algum trabalho de sinalização, com alguns instrumentos tecnológicos e informação gráfica”, assumiu José Maria Costa.
O projeto “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa” tem um investimento total orçamentado em mais de 2 milhões de euros. A ideia será investir em seminários, na melhoria da sinalética, investindo na criação de um site dedicado ao caminho, na edição de material gráfico, além do acompanhamento técnico e consultoria para continuarem a “aprofundar” o conhecimento do Caminho Português da Costa, como referiu José Maria Costa.
O líder de Viana do Castelo refere a “enorme vontade” dos dez municípios em valorizar este património. “São dez municípios que se juntaram para fazer um projeto conjunto, envolvendo a Área Metropolitana do Porto, a CIM do Cávado e a CIM do Alto Minho”, vaticinou o socialista. O projeto teve a colaboração da Direção Regional de Cultura do Norte, que “validou” todo o processo para que esta seja uma candidatura “com cabeça, tronco e membros”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts