FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 23 Mai 2016

Educação: Ancorensis e Colégio de Campos sem Contratos de Associação

As duas escolas particulares do distrito de Viana do Castelo que mantinham Contrato de Associação com o Estado para garantir o funcionamento das turmas, vão […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

As duas escolas particulares do distrito de Viana do Castelo que mantinham Contrato de Associação com o Estado para garantir o funcionamento das turmas, vão deixar de o ter já no próximo ano letivo, pelo menos no que toca à constituição de novas turmas. O Contrato de Associação mantem-se apenas para turmas já criadas, e até ao final de completarem o respetivo ciclo. Nestas condições integram-se a Ancorensis, Cooperativa de Ensino, em Vila Praia da Ancora, e o Colégio de Campos, em Vila Nova de Cerveira. Em ambos os casos os alunos que ingressem num novo ciclo, do básico ao secundário, só têm duas hipóteses: ou ingressam nas escolas públicas mais próximas, entra Valença, Caminha e Viana do Castelo, ou assumem o pagamento da frequência no ensino privado. Uma medida que tem gerado muita contestação em ambos os estabelecimentos de ensino particulares, mas que veio também provar que, apesar de ter sido eleito por Viana do Castelo, o Ministro da Educação não usou de “dois pesos e duas medidas” na hora de decidir quais as escolas que manteriam os Contratos de Associação. Refira-se ainda que, depois de conhecida a decisão, o presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas, Filinto Lima, já veio a público dizer que as escolas públicas têm capacidade para acolher todos os alunos que frequentam atualmente os colégios privados com contratos de associação.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts