FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 10 Mai 2016

Festas de Alvarães apresentam andores floridos há 70 anos

A poucas horas de serem terminados os onze andores floridos, a azáfama é certamente grande na freguesia de Alvarães, no concelho de Viana do Castelo, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A poucas horas de serem terminados os onze andores floridos, a azáfama é certamente grande na freguesia de Alvarães, no concelho de Viana do Castelo, com a preparação destas obras de arte popular. Este fim-de-semana, a freguesia de Alvarães está em festa e, como é tradição há já 70 anos, a Festa de Santa Cruz de Alvarães vai exibir admiráveis andores floridos que integram a solene procissão. Este ano, a freguesia celebra também as sete décadas desta tradição de ornamentar os andores, que teve o seu início no ano de 1946, aquando da Comemoração Nacional do Terceiro Centenário da Proclamação da Imaculada Conceição, Padroeira de Portugal.
As festividades de Alvarães estão relacionadas com a Ascensão do Senhor ao Céu e enquadram-se no ciclo vianense da flor e têm nos seus andores floridos o seu ex-libris. Todos os anos, milhares e milhares de pétalas, perto de um milhão, colhidas nos montes de Viana do Castelo, são coladas uma a uma com água e farinha nos famosos andores de Alvarães, fazendo da Festa de Santa Cruz uma arte única no país. “Os andores são confecionados por variados elementos, cerca de 10 ou 15 bordadores por andor”, indica Paulo Martins, elemento da Comissão de Festas. Os andores e as cruzes são decorados exclusivamente com plantas naturais, sendo que as flores usadas são, quase sempre, petúnias e gerberas. Os diferentes andores são distribuídos pelos diversos lugares da freguesia, onde impera uma competição saudável, sendo a técnica de confeção guardada religiosamente por cada lugar e a sua apresentação feita somente ao fim da tarde do sábado da Festa. As 14 grandes Cruzes de granito, ao longo do percurso, são igualmente revestidas de flores.
Paulo Martins, de 24 anos de idade, sempre participou nas festas da freguesia, mas este ano é a sua estreia enquanto elemento da organização, como explicou à Geice. “É o primeiro ano que estou na Comissão de Festas. Faço gosto de seguir as tradições da freguesia e todos os anos faço questão de fazer o andor do meu lugar”, realçou o jovem. O responsável faz parte do Lugar do Xisto, que ornamenta o andor em honra de Nossa Senhora de Fátima, que deverá envolver duas dezenas de elementos.
O trabalho começa dias antes da festa, com a apanha das flores pelos montes vianenses, mas os bordadores dos andores só podem começar a trabalhar três dias antes, para que as pétalas não oxidem. É no pátio das casas dos mordomos da festa que, habitualmente, na madrugada de sexta-feira, se dá por concluída a decoração dos andores.
Para além dos andores e das cruzes floridas, este ano o destaque das Festas de Alvarães vai para a atuação do artista Leandro e também para as bandas de música visitantes.
Esta sexta-feira, entre as 19 e as 20 horas, a Rádio Geice FM vai promover uma emissão, em direto, de Alvarães, para levar até si a confeção dos tradicionais andores floridos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts