FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 01 Mai 2016

Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo representa o país no México

O Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo e dois artesãos de Viana do Castelo vão representar Portugal no Festival Mundial Folkloriadas, a realizar em […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Imagem: Foto cedida por Ricardo Sousa, Facebook do grupo.
O Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo e dois artesãos de Viana do Castelo vão representar Portugal no Festival Mundial Folkloriadas, a realizar em Zacatecas, no México, entre 30 de julho e 14 de agosto. O anúncio foi feito pelo CIOFF – Conselho Internacional das Organizações de Festivais de Folclore português, depois de um processo que envolveu o CIOFF nacional e a Câmara Municipal de Viana do Castelo, a quem foi pedido apoio para a escolha durante o ano passado. A autarquia decidiu propor este grupo uma vez que, no mesmo ano, o grupo assinalou 75 anos de existência. Assim, 28 elementos deste grupo, juntamente com a bordadeira Conceição Pimenta e o artesão de cabeçudos Francisco Cruz, vão representar Portugal neste evento mundial.
O Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo foi fundado em 28 de Maio de 1940. Fez a sua primeira atuação em público na cidade de Guimarães, durante o terceiro centenário da Independência de Portugal. Desde então, tem sido solicitado para participar em diversos festivais e romarias, quer em Portugal, quer no estrangeiro. Este foi o primeiro Grupo Folclórico a estar presente no estrangeiro, a maior parte das vezes em representação oficial.
Fez diversas digressões a Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Holanda, Bélgica, Itália, Senegal, Finlândia, Brasil, Suécia, Dinamarca, Canadá e Estados Unidos da América. É considerado Instituição de Utilidade Pública e está filiado no Inatel (CCD nº 3275). Foi membro fundador da Federação do Folclore Português e da Associação dos Grupos Folclóricos do Alto Minho. O Grupo é normalmente constituído por 50 elementos: 30 mulheres e 20 homens. Os membros do grupo demonstram grande preocupação em recolher, preservar e divulgar os usos e costumes dos seus antepassados.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts