FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Mai 2016

Paredes de Coura estimula a exportação

Paredes de Coura comprometeu-se a proporcionar um ambiente favorável para os negócios a todos os empresários residentes no município que pretendam exportar para França, tendo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Paredes de Coura comprometeu-se a proporcionar um ambiente favorável para os negócios a todos os empresários residentes no município que pretendam exportar para França, tendo por base a relação de proximidade com a vila geminada de Cenon. No encontro realizado recentemente com 17 empresários portugueses, dos quais dez foram até Cenon procurar novas oportunidades de negócio no âmbito da 7ª edição do Marché Portugais à Cenon, o presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vitor Paulo Pereira, não só se comprometeu a ajudar a que se agilizem procedimentos, como apontou dois princípios basilares para o estreitar de confiança entre empresários: “sedução e cumprir contratos”, sublinhou o autarca, para quem “no mundo de hoje não há lugar para incompetentes”. Neste encontro com empresários e no qual também participou o ‘maire’ de Cenon, Alain David, o autarca de Paredes de Coura incentivou à criatividade, mas também na necessidade de serem “exigentes e criar boa impressão”. Vitor Paulo Pereira vincou que “só se pode gerar dinheiro se se criar boas relações de confiança”, enquanto o seu homólogo de Cenon apontou que o caminho passa por “consolidar as relações e as trocas económicas entre os dois municípios” geminados desde 2008. “Começámos pelas trocas culturais e agora projetam-se as trocas económicas”, avançou o ‘maire’ de Cenon, localidade francesa próxima de Bordéus, onde reside uma grande comunidade courense. Nesta troca de experiências entre empresários, também dinamizada pela vereadora do município de Cenon Fernanda Alves – “Paredes de Coura é muito mais que um festival. Paredes de Coura tem um potencial enorme.” Armindo Barbosa, empresário na área dos transportes, deu o seu exemplo: “toda agente me diz que sou um burro de sorte. Não sou um burro de sorte. A sorte de uma pessoa é cumprir e ser sério”, sublinhou este empresário courense há 30 anos estabelecido em França.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts