FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 11 Mai 2016

“Viana está de luto”: Concelhia do PSD afirma ter tomado conhecimento do desmantelamento da Fábrica de Louça Regional de Viana

Apesar da Geice não ter conseguido confirmar oficialmente a informação, uma vez que o proprietário “não presta declarações” sobre a matéria, o PSD de Viana […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Apesar da Geice não ter conseguido confirmar oficialmente a informação, uma vez que o proprietário “não presta declarações” sobre a matéria, o PSD de Viana do Castelo diz ter tomado “conhecimento de que a Fábrica da Louça de Viana está a ser desmantelada e todo o equipamento industrial retirado das suas instalações. Termina desta forma, inglória, aquela que foi uma unidade industrial de referência nacional e particularmente um ex-libris da cidade de Viana”. “Sucessora da Faiança Vianense do século XVIII, com exemplares espalhados por todo o mundo e comercializada nas mais prestigiadas lojas, quer na Europa quer nos Estados Unidos, a Fábrica da Louça de Viana não mereceu nunca, e particularmente nestes últimos 15 anos, o apoio e o conforto que a autarquia de Viana estava obrigada a proporcionar. E nem sequer o exemplo aqui próximo de Sargadelos (Galiza) ou o de Delft (Holanda), inspiraram os nossos decisores no sentido de encontrar uma porta que abrisse solução para a manutenção e desenvolvimento desta tão importante marca vianense. “Ainda de acordo com a Concelhia Social-democrata “não se trata de incapacidade ou falta de recursos para resolver esta questão. Tratou-se, isso sim, de “ analfabetismo cultural” e pior ainda, inabilidade politica, de resto características com que se tem pautado a gestão deste município nas questões deveras importantes para a cidade. E tanto mais se revela esta desconcertante ausência de estratégia, quanto mais se atenta no facto de ter a cidade sido confrontada recentemente com a incoerente adesão do Município à Associação de Cidades e Vilas de Cerâmica, adesão que o presidente da Câmara, José Maria Costa, fez passar na Assembleia Municipal sem qualquer explicação consistente para tal facto”. “A perda desta unidade industrial, em circunstância alguma será compensada, pela instalação no nosso concelho de uma qualquer outra unidade por mais tecnologia que desenvolva. Toda a cerâmica Vianense representada pela louça regional de Viana, morreu, colocando-se assim ponto final a uma indústria que no concelho empregou cerca de 700 trabalhadores”, acrescenta em comunicado. “Estes são, pois, dias tristes para Viana do Castelo. Viana está de luto!”, remata a Concelhia do PSD de Viana do Castelo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts