FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 21 Mai 2016

Campeonato de Portugal: Vianense e Águias do Moradal empatam na 1ª mão do playoff de manutenção

O Vianense empatou, este sábado, a zero com o Águias do Moradal, atirando para a segunda mão do play-off todas as decisões sobre quem avança […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Vianense empatou, este sábado, a zero com o Águias do Moradal, atirando para a segunda mão do play-off todas as decisões sobre quem avança na luta pela manutenção e quem cai diretamente para os distritais. As equipas entraram em campo a denotar bastante nervosismo, nos primeiros minutos, com muita disputa física a meio-campo, muitas faltas e muitas interrupções, com as equipas médicas de ambos os clubes a serem chamadas ao relvado para assistência a vários jogadores. A primeira oportunidade clara, aos 18 minutos, foi um grande remate de meia-distância de Chiva, com a trave a impedir o golo do Vianense.
A primeira parte decorreu sem grande história. O Vianense sentia dificuldades na troca de bola – o mau estado do relvado também não ajudava – e foi uma equipa muito faltosa, permitindo vários livres laterais que a equipa forasteira aproveitava para colocar a bola na área. Aos 23 minutos, precisamente na sequência de um desses livres, o Águias do Moradal chegou mesmo a introduzir a bola na baliza do Vianense, mas o árbitro auxiliar levantou prontamente a bandeirola, assinalando (bem) fora-de-jogo ao jogador que cabeceara para golo.
Na segunda parte, as equipas entraram com disposições diferentes. O Águias do Moradal recuou as suas linhas, privilegiou a coesão defensiva e apostou nas transições rápidas. Já o Vianense de Leandro Pires assumiu as despesas do jogo e foi-se instalando no meio-campo adversário. Gerson dispôs mesmo de uma oportunidade flagrante para abrir o ativo, surgindo completamente isolado, mas acertou mal na bola na altura de rematar, atirando muito para fora.
O mesmo Gerson, aos 76 minutos, falhou um passe ainda à saída da defesa vianense, isolando Nhaga. Contudo, o remate cruzado do possante avançado forasteiro saiu um tudo nada ao lado da baliza de Nuno.
As emoções apenas voltaram a surgir nos últimos minutos da partida, com ambas as equipas a terem oportunidades para chegar ao golo. Primeiro foi Ruca Sobral, do Vianense, quase a conseguir isolar-se, mas a ser traído pelo ressalto da bola na relva, que o impediu de seguir para a baliza de Nuno Rafael. Depois foi o lateral Diogo Gonçalves, após boa combinação na direita, a surgir já na área adversária e a rematar forte e rasteiro, valendo a intervenção segura do guardião contrário. Já em cima do minuto 90, grande susto para os adeptos do Vianense: Nhaga recebe um passe atrasado e, na zona da marca de grande penalidade, remata muito por cima.
Com este empate, os homens de Leandro Pires terão de estar a um bom nível para trazer a tão desejada vitória e manter a esperança da manutenção para o Sport Clube Vianense.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts