FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 23 Jun 2016

Câmara de Viana “salvaguarda património” do Vianense e compra sede por 322 mil euros

A Câmara de Viana do Castelo vai pagar 322 mil euros para “salvaguardar o património” do Sport Clube Vianense, centenário clube da cidade. José Maria […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Câmara de Viana do Castelo vai pagar 322 mil euros para “salvaguardar o património” do Sport Clube Vianense, centenário clube da cidade. José Maria Costa, presidente da autarquia vianense, anunciou esta quinta-feira, durante a reunião de executivo, que já chegou a acordo com a banca para a aquisição da sede do clube, resgatando assim o património da penhora bancária.
“O acordo já está fechado. Hoje dei conhecimento do preço e das condições de pagamento. Na próxima semana assinaremos o acordo”, referiu o autarca socialista. O acordo alcançado entre a autarquia e a entidade bancária prevê o pagamento do montante no prazo de dois anos.
José Maria Costa indicou que “o processo negocial foi sempre acompanhado pela direção do clube”, afirmando que o acordo “irá permitir salvaguardar o património de uma instituição centenária, que merece todo o respeito e carinho da cidade”. “Desta forma garante-se que o Sport Clube Vianense possa continuar a ter a sua sede e a utilizar aquele espaço também para funções de caráter cultural”, frisou o responsável.
No final do encontro, aos jornalistas, o líder camarário explicou ainda que ”é intenção da Câmara fazer a reabilitação do imóvel, que se encontra em mau estado de conservação”, assegurando que o projeto que será integrado no programa de reabilitação urbana do concelho. “Esperarmos ter o projeto de reabilitação do imóvel pronto até final deste ano, para avançarmos com a obra em 2017”, realçou o autarca.
Recorde-se que, em fevereiro, os bens imóveis do Sport Clube Vianense, clube com 118 anos de história, foram a hasta pública por uma instituição bancária, que reclamava o pagamento de um empréstimo em atraso. O empréstimo, no valor de 286 mil euros foi contraído pela direção do Vianense em 2011, mas as prestações mensais estão em atraso desde novembro de 2014 devido às dificuldades económicas da instituição. A hasta pública ficou deserta e a autarquia acabou por avançar por uma proposta, para resgatar o património do clube. A Câmara de Viana vai assim comprar a sede e entrega-la ao Vianense em regime de comodato.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts