FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 29 Jun 2016

Canoagem: Limiano Fernando Pimenta Bi Campeão Europeu

Fernando Pimenta sagrou-se bi-campeão europeu de canoagem ao vencer as provas de K1 1000 metros e K1 5000 metros no Campeonato da Europa, que decorreu […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Fernando Pimenta sagrou-se bi-campeão europeu de canoagem ao vencer as provas de K1 1000 metros e K1 5000 metros no Campeonato da Europa, que decorreu entre 24 e 26 de junho em Moscovo, Rússia. O canoísta limiano foi a grande figura da formação nacional, arrebatando as duas medalhas que constituíram o pecúlio nacional e que levaram o nosso país a sair da Rússia no sexto lugar na tabela das medalhas.
Na prova olímpica, o K1 1000 metros, o atleta limiano vebnceu graças a uma prova impressionante, pois liderou-a desde a partida até ao final, com uma vantagem inusitada nesta distância olímpica. O canoísta luso concluiu a prova em 3.29,040 minutos, batendo o dinamarquês Rene Poulsen (3.32,296), segundo classificado e atual campeão do mundo, e o húngaro Balint Kopasz (3.32.656), terceiro, sendo o único a registar um tempo abaixo dos 3 minutos e 30 segundos.
O atleta português conquistou pela primeira vez este título para Portugal, sucedendo ao alemão Max Hoff, campeão da europa em 2015.
Com esta vitória, o grande campeão limiano, alcança pela primeira vez o título Europeu absoluto em K1 1000, depois das vitórias nas categorias de juniores e de sub-23 em 2007 e 2009 em Belgrado na Sérvia e em Poznan na Bulgária, respetivamente.
Mas Fernando Pimenta não ficou por aqui. No domingo, dia 26 de junho acabaria por juntar nova medalha de ouro àquela que merecidamente venceu na véspera. Na prova de K1 5000 metros, andou sempre no pelotão da frente, onde pontificavam o dinamarquês Poulsen e o bielorrusso Yurenia. A vitória acabou por ser decidida na última volta, com Pimenta a responder a todos os ataques dos seus adversários e a batê-los com uma forte ponta final. O hino nacional voltava a ser ouvido na pista de regatas de Moscovo e Portugal conquistava a segunda medalha, ambas de ouro, por intermédio de Fernando Pimenta.
Fernando Pimenta, após a vitória em K1 5000 metros definiu o sabor da conquista como “agridoce”, pois as vitórias não foram capazes de esconder alguma frustração pelo quarto lugar do K4 1000 metros de Portugal, onde a tripulação portuguesa esteve muito perto de chegar às medalhas, denotando uma grande evolução, provando que está no rumo certo a caminho dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A tripulação nacional, composta por Fernando Pimenta, Emanuel Silva, João Ribeiro e David Fernandes ficou atrás das equipas da Eslováquia, Rússia e Polónia. O quarteto português precisou de 2:53,548 minutos para cumprir a distância olímpica, mais 1,908 segundos que a tripulação da Eslováquia, a vencedora com 2:51,640 mas a apenas 108 milésimos da equipa da Polónia que terminou na terceira posição.
A embarcação nacional largou forte e liderou até aos 250 metros sendo ultrapassada antes dos 500 metros pela equipa da Polónia e, já na última metade da prova, foi alcançada pela equipa da Rússia que foi autora de uma recuperação fantástica até à liderança que, no entanto, lhe fugiu nos metros finais. Quando faltavam 250 metros Portugal tinha uma desvantagem 890 milésimos para a Polónia e ainda recuperou grande parte dessa desvantagem mas não o suficiente para alcançar a medalha de bronze que ficou à distância de apenas 108 milésimos.
Em jeito de balanço, tratou-se de mais uma grande participação da formação de Portugal e de Fernando Pimenta em mais uma grande competição internacional, que integrou a preparação olímpica, deixando bons indicadores para o futuro.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts