FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 13 Jun 2016

Fim do abate em canis: Canil Intermunicipal da CIM do Alto Minho antecipou-se à legislação

Recentemente o parlamento aprovou por unanimidade o fim do abate de animais errantes como forma de controlo da população, que passa a ser permitida apenas […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Recentemente o parlamento aprovou por unanimidade o fim do abate de animais errantes como forma de controlo da população, que passa a ser permitida apenas por motivos de “saúde ou comportamento”. Apesar de agora esta questão estar legislada, o Canil Intermunicipal do Alto Minho já tinha dado um passo neste sentido, visto que neste canil esta já era uma prática adotada há muito tempo, como referiu à Geice Rita Bezerra, a Veterinária Municipal de Viana do Castelo. O Canil Intermunicipal da CIM do Alto Minho tem uma média que se situa entre os 80 e 100 cães, a grande maioria à espera de um adotante. “É proibido o abate ou occisão de animais por motivos de sobrepopulação, de sobrelotação, de incapacidade económica ou outra que impeça a normal detenção pelo seu detentor, em Centros de Recolha Oficial de Animais, exceto por motivos que se prendam com o seu estado de saúde ou comportamento”, prevê o diploma aprovado. Uma prática que já era aplicada no Alto Minho.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts