FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 22 Jun 2016

PSP promove operação “Alto Minho” e detém 3 homens por tráfico de explosivos

A Polícia de Segurança Pública deteve 3 homens por fabrico, posse e tráfico ilegal de explosivos, tendo a PSP apreendido ainda mais de 40 quilos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Polícia de Segurança Pública deteve 3 homens por fabrico, posse e tráfico ilegal de explosivos, tendo a PSP apreendido ainda mais de 40 quilos de explosivos, numa operação apelidada de “Alto Minho”. “Esta investigação, prosseguida ao longo de cerca de 9 meses, investigou o fabrico, posse, guarda, emprego e tráfico de produtos explosivos, nomeadamente pólvora, detonadores, cordão detonante e rastilho”, afirma ainda a PSP, explicando que a operação “empenhou directamente cerca de 40 elementos”.
Esta terça-feira, em ação concertada de efetivos do Departamento de Armas e Explosivos da Direção Nacional da PSP, com o apoio de efetivos do Departamento de Investigação Criminal da Direção Nacional da PSP e da Divisão de Investigação Criminal do Comando Metropolitano do Porto, “realizou-se uma operação policial de grande envergadura, denominada ALTO MINHO, (porque o seu epicentro se situava em especial na área do distrito de Viana do Castelo), tendo executado 12 mandados judiciais, sendo três para detenção fora de flagrante delito, mas também um de busca domiciliária e oito para buscas não domiciliárias”.
Até ao momento, dos resultados apurados, destacam-se a detenção de 3 cidadãos portugueses, com idades compreendidas entre os 38 e 41 anos, todos relacionados com a atividade de extração de massas minerais numa pedreira para a qual não tinham autorização.
A PSP apreendeu 42 quilos de pólvora; 14 quilos de enxofre; 10 detonadores; 3,35m de rastilho; 2,90m cordão detonante; 3 telemóveis; 1 computador; 2 máquinas para preparação/mistura da pólvora, semi-industriais, tipo moinhos eléctricos de médias dimensões; e vários documentos com relevância processual. Durante a Operação não se registaram incidentes e os detidos foram já presentes a Tribunal.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts