FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 24 Jun 2016

Raspadinhas e tabaco: GNR deteve cinco por furto e burla

Militares do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Viana do Castelo detiveram esta quinta-feira, em Vila Nova de Gaia, cinco indivíduos suspeitos da prática […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Militares do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Viana do Castelo detiveram esta quinta-feira, em Vila Nova de Gaia, cinco indivíduos suspeitos da prática de furto qualificado e burla num estabelecimento comercial. A acção foi desencadeada na sequência de um furto de raspadinhas e de tabaco numa papelaria em Santa Marta de Portuzelo, no concelho de Viana do Castelo, onde o grupo, atuando de forma concertada, dispôs três elementos no interior do estabelecimento e dois nas imediações junto à viatura. A partir desse momento, um dos elementos fixou a atenção da funcionária atraindo-a para o exterior do balcão enquanto outro elemento se apoderava de diversas raspadinhas e de um maço de tabaco. Em ato contínuo, o terceiro elemento do grupo dirigiu-se à funcionária para adquirir um artigo de baixo valor com uma nota de 100 euros, criando um incidente para anular a compra logo que recebeu o troco, tentando devolver apenas uma parte do troco e receber novamente a nota de 100 euros. As diligências que de imediato foram desencadeadas permitiram a localização e interceção dos suspeitos em Vila Nova de Gaia, quando estes chegavam ao local de residência, sendo detidos. A ação resultou na apreensão da viatura utilizada, de dois telemóveis, de 120 euros em numerário e de outros artigos relacionados com os factos. Estes indivíduos também são suspeitos da prática de diversos crimes da mesma natureza em Arcos de Valdevez e nos distritos de Braga e Aveiro, tendo já sido detidos pela GNR em consequência de alguns desses atos, sendo que sobre a maioria deles pendem pedidos de localização e suspeitas da prática de crimes contra o património em Espanha e  Alemanha. Os detidos, um homem e quatro mulheres, com idades compreendidas entre os 22 e os 37 anos, foram presentes a tribunal.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts