FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 22 Jul 2016

Empresários do Alto Minho “magoados” com exclusão da A28 da lista de autoestradas com descontos

Luís Ceia, presidente do CEVAL – Conselho Empresarial do Alto Minho, referiu esta sexta-feira, em conferência de imprensa, o “profundo descontentamento” pela exclusão da A28 […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Luís Ceia, presidente do CEVAL – Conselho Empresarial do Alto Minho, referiu esta sexta-feira, em conferência de imprensa, o “profundo descontentamento” pela exclusão da A28 da lista de ex-Scuts que vão usufruir de um desconto de 15% nas portagens a partir de 01 de agosto. Os dez autarcas do Alto Minho juntaram-se a empresários do distrito e a associações empresariais da vizinha Galiza e aprovaram um memorando onde é reclamada a “equidade” para a A28.
“Queremos mostrar o nosso profundo descontentamento. Não aceitamos esta situação de forma alguma”, declarou Luís Ceia, também responsável da AEVC – Associação Empresarial de Viana do Castelo. “Deixa-nos profundamente desgostosos e magoados, porque achamos que é um duro golpe para uma região que tem apresentado resultados”, assumiu.
“Estamos profundamente chocados com esta decisão, que acreditamos ser passível de ser revogada”, declarou o líder da empresarial, que pediu ainda a eliminação do pórtico de Neiva, que diz estar a “castrar” movimentos intraconcelhios entre cidadãos, empresas e colaboradores.
Medardo Arias, da CEP – Confederação Empresarial de Pontevedra, mostrou-se solidário com os empresários do Alto Minho, dizendo que as portagens na A28 “prejudica as relações comerciais” e os “laços históricos” entre Portugal e a Galiza.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts