FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 21 Jul 2016

Universidade do Minho abre curso de Criminologia e Justiça Criminal

A Universidade do Minho abre em setembro a licenciatura em Criminologia e Justiça Criminal. A oferta da Universidade inclui 55 cursos de licenciatura e mestrado […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Universidade do Minho abre em setembro a licenciatura em Criminologia e Justiça Criminal. A oferta da Universidade inclui 55 cursos de licenciatura e mestrado integrado, mantendo as 2774 vagas no total. Os cursos com maior número de vagas são Engenharia Informática (150), Direito (126), Medicina (120) e Engenharia de Gestão de Sistemas de Informação (120). Engenharia Têxtil vai funcionar apenas no regime normal, com 20 vagas. Os cursos em horário pós-laboral são Marketing, Contabilidade, Música, Negócios Internacionais, Direito, Educação e Engenharia de Gestão e Sistemas de Informação, somando 236 vagas. Os três últimos são lecionados também em regime normal. A licenciatura em Criminologia e Justiça Criminal tem 20 vagas e vai funcionar no campus de Gualtar, em Braga, envolvendo as Escolas de Direito e Psicologia e o Instituto de Ciências Sociais da UMinho. Articula conhecimentos e metodologias de várias áreas para conhecer/explicar o crime, o delinquente, a vítima, a justiça criminal, os dispositivos de controlo e os fenómenos de reação social ao crime. O curso de três anos habilita para a compreensão global do crime e procura desenvolver uma atitude crítica e reflexiva na área. Os diplomados serão uma mais-valia em polícias, estabelecimentos prisionais e organismos oficiais ligados ao acompanhamento da criminalidade. O concurso nacional de acesso decorre até 10 de agosto, pela plataforma da Direção-Geral do Ensino Superior, em www.dges.mctes.pt, sendo os resultados desta primeira fase divulgados a 12 setembro. A UMinho atribui anualmente diversos prémios de mérito e bolsas de estudo para recompensar os que se esforçam por obter o melhor desempenho académico, bem como para estudantes com dificuldades financeiras. No ano passado, mais de 5000 estudantes receberam um total de 11 milhões de euros neste tipo de apoios.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts