FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 04 Ago 2016

Câmara de Viana estabelece protocolos com instituição no valor de 150 mil euros

A autarquia vianense assinou esta quinta-feira protocolos de colaboração com cinco instituições do concelho, num apoio que ronda os 150 mil euros. Os protocolos foram […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A autarquia vianense assinou esta quinta-feira protocolos de colaboração com cinco instituições do concelho, num apoio que ronda os 150 mil euros. Os protocolos foram assinados entre o presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, e os responsáveis pelas cinco instituições, e destinam-se a diversos fins, como obras de restauro e requalificação ou apoio à construção de um novo refeitório social. Os protocolos têm em conta as necessidades das IPSS para darem resposta às carências existentes e para uma resposta urgente às populações e aumentar as valências previstas.
Com o Seminário Diocesano, o protocolo visa a comparticipação para apoio à requalificação e reabilitação do Centro Pastoral Paulo VI, uma vez que esta entidade dispõe de um espaço com valências como quartos, salas de reuniões, refeitório e capela, sendo que o apoio vai também permitir apetrechar o Centro com novos equipamentos.
Com a Fábrica da Igreja Paroquial de Perre, a autarquia compromete-se a apoiar um conjunto de equipamentos, nomeadamente um Salão de Festas para respostas à freguesia, à infância e à terceira idade, com o objetivo de garantir as respostas adequadas à população da freguesia de Perre.
No que toca à Fábrica da Igreja Paroquial de S. Nicolau de Mazarefes, o protocolo diz respeito às obras de conservação e restauro na Igreja de S. Nicolau como forma de preservar o acervo patrimonial da freguesia.
Com a Methamorphys, que instalou um Centro de Acolhimento Temporário destinado a acolher pessoas em situação de exclusão social, o protocolo visa apoiar a valência uma vez que, neste momento, esta tem já a sua capacidade esgotada e não consegue dar resposta a todas as solicitações, pelo que recorreu ao arrendamento de um espaço, tendo iniciado as suas obras de adaptação e reconversão.
Também com o Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora de Fátima, a autarquia vai atribuir uma comparticipação para apoio às respostas sociais promovidas pelo Centro Social Paroquial de Nossa Senhora de Fátima, nomeadamente ao seu refeitório social. De lembrar que esta instituição, criada em 1982, tem, atualmente, a funcionar as valências de centro de dia, refeitório social, centro de acolhimento temporário (Berço), jardim-de-infância, serviço de apoio domiciliário e centro de convívio, e desde 1995, o Refeitório Social. A direção pretende alargar o refeitório através da construção de um novo espaço, para capacidade para 70 utentes, incluindo uma cozinha comum para toda a Instituição e condições sanitárias para higiene pessoal diária tanto para homens como para mulheres.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts