FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 10 Ago 2016

Paredes de Coura anula fogo-de-artifício das festas do concelho e entrega dinheiro aos Bombeiros

A Câmara Municipal de Paredes de Coura vai anular todas as sessões de fogo-de-artifício das festas do concelho, que decorrem até 14 de agosto, e […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Câmara Municipal de Paredes de Coura vai anular todas as sessões de fogo-de-artifício das festas do concelho, que decorrem até 14 de agosto, e entregar o dinheiro que iria gastar nas iniciativas à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários local. Durante a sessão comemorativa do Dia do Concelho de Paredes de Coura, que aconteceu esta quarta-feira à tarde, o autarca Vítor Paulo Pereira anunciou a medida, assegurando que este é claro sinal de “pedagogia e prevenção, ajudando quem mais combate o flagelo dos fogos num gesto de nobre cidadania”.

Para o autarca courense, esta “é uma questão de sensatez e não se trata de pôr em causa uma tradição”, mas, mesmo que assim fosse, indicou que “as tradições também podem mudar ou acabar, se isso significar avanço civilizacional”. O responsável afirmou que “não faz sentido ver os bombeiros a lutar e outros membros da comunidade incrementar o risco de incêndio, por menor que este seja”.

Na cerimónia do Dia do Concelho constava o nome do antigo bombeiro Domingos Rocha entre as cinco personalidades locais agraciadas pelo município. O antigo bombeiro recebeu a Medalha de Altruísmo, prateada, num sinal de apreço e reconhecimento público.
Recorde-se que nos últimos dias Paredes de Coura tem sido fustigada por inúmeros fogos florestais, alguns de grande relevo com especial incidência nas freguesias de Rubiães e Vascões, bem como na área da Paisagem Protegida de Corno do Bico. Com estes fogos florestais foram mobilizados todos os bombeiros do concelho, com o apoio das corporações vizinhas e juntas de freguesia, para além da ajuda de inúmeros populares que se juntaram aos operacionais, que tudo fizeram para salvar as pessoas e minimizar os estragos nas propriedades e bens.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts