FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 17 Ago 2016

Romaria: Cortejo histórico-etnográfico reúne 2.500 figurantes e recebe figuras gigantes da Bélgica

Este domingo à tarde, o Cortejo Histórico e Etnográfico da Romaria d’Agonia deverá reunir cerca de 2.500 figurantes. Maria José Guerreiro, responsável da Vianafestas, assegura […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Este domingo à tarde, o Cortejo Histórico e Etnográfico da Romaria d’Agonia deverá reunir cerca de 2.500 figurantes. Maria José Guerreiro, responsável da Vianafestas, assegura que este momento passa sempre dos dois milhares de participantes, mas indica que este ano têm sentido “uma grande procura” para os diferentes quadros e também para o arraial final.
Este ano os cabeçudos e gigantones são o tema principal do cortejo. A responsável diz que vão contar “um pouco a história destas figuras míticas e disformes”, explicando até o facto de a religião ter abraçado esta tradição. Também umas figuras gigantes com 4 metros de altura vêm da Bélgica para marcar presença na romaria das romarias.
Os foguetes assinalam, de forma pontual, a saída para as ruas do tradicional Cortejo histórico-etnográfico, às 16:00, enquanto milhares de pessoas, em pé e sentadas, preenchem cada espaço disponível da cidade para assistirem a tudo. Trata-se de um quadro que começou em 1908, então apelidado de “Parada Agrícola”, mas que ainda hoje é o momento em que as freguesias do concelho mostram o seu melhor à cidade e aos forasteiros.
O cortejo das festas é um verdadeiro museu vivo, que através de uma centena de quadros e dezenas de carros alegóricos formam um espetáculo único, aliando a história à etnografia para mostrar o melhor de Viana do Castelo e manter vivos os usos e costumes. O cortejo desfila num percurso de 2.300 metros ao longo das ruas da cidade e tem uma duração superior a mais de duas horas.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts