FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 08 Ago 2016

UMinho desafia cidadãos a rastrear espécies e a visitas guiadas ao céu

A Escola de Ciências da Universidade do Minho vai promover nos quatro sábados de setembro atividades experimentais abertas ao público em vários locais de Braga. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Escola de Ciências da Universidade do Minho vai promover nos quatro sábados de setembro atividades experimentais abertas ao público em vários locais de Braga. O ciclo, intitulado “Há Ciência na Cidade”, aproxima a ciência dos cidadãos, revela a investigação de qualidade produzida em Portugal e antecipa a Noite Europeia dos Investigadores, que decorre a 30 de setembro e inclui a ECUM na organização nacional. O ciclo propõe a 3 de setembro, das 21h30 às 23h30, na Sociedade Científica de Astronomia do Minho (ORION), em Gualtar, a “Noite das Estrelas”. Trata-se de uma visita guiada ao céu com observações por telescópio e a utilização de cartas celestes. No dia 10, o Mosteiro de Tibães, em Mire de Tibães, acolhe o desafio “Bioblitz”, para identificar o maior número de espécies (fauna e flora) num só dia, com a ajuda de cientistas. Há sessões às 09h00, 14h00 e 21h00, de três horas cada. Deve trazer-se máquina fotográfica, binóculos e lanterna. Já o Departamento de Física da UMinho, em Gualtar, recebe no dia 17, das 10h00 às 13h00, a oficina “Física Moderna”, para evidenciar o comportamento ondulatório de partículas, calcular a constante de Plank, do magnetão de Bohr ou da carga do eletrão, bem como estudar a radioatividade e os níveis atómicos. Por fim, no dia 24, das 10h00 às 13h00, o workshop “A Biodiversidade que nos alimenta” tem lugar no Banco Português de Germoplasma Vegetal, em Merelim S. Pedro. Esta é das maiores estruturas mundiais de conservação vegetal do mundo, uma coleção de recursos genéticos estratégicos para a segurança alimentar nacional e global. Vão ser conhecidos bolbos, rizomas, sementes e tubérculos, que podem ter muitas utilizações (medicinal, aromático, alimentar, industrial) e modos de conservação, como em frio, campo, in vitro e crioconservação.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts