FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 07 Set 2016

Protesto marcado pela AEVC quer reunir autarcas, empresários e trabalhadores junto ao pórtico do Neiva

Foi agendada para esta sexta-feira uma concentração junto ao pórtico de Neiva da A28, em Viana do Castelo. A Associação Empresarial de Viana do Castelo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Foi agendada para esta sexta-feira uma concentração junto ao pórtico de Neiva da A28, em Viana do Castelo. A Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC) marcou a iniciativa para as 12 horas de sexta-feira, para voltar a tentar sensibilizar a tutela para “corrigir um erro crasso” que foi a introdução de portagens na A28.
Em comunicado, a AEVC referiu que esta concentração acontece para “continuar a evidenciar  o  protesto e desacordo pela forma discriminatória como o Alto Minho é tratado”, contando com  a presença e o envolvimento de dirigentes associativos do Alto Minho e da Galiza, autarcas, empresários e trabalhadores de empresas instaladas  na Zona Industrial do Neiva.
Luís Ceia, presidente da AEVC e da CEVAL – Confederação Empresarial do Alto Minho, explicou à Geice que esta é “uma velha reivindicação dos empresários e dos alto-minhotos”. “O que pedimos é que, no mínimo, se faça com a A28 o que se fez com outras ex-Scuts recentemente, com a redução substancial do valor das portagens”, refere o responsável, dizendo que o ideal seria a eliminação do pórtico do Neiva, que iria beneficiar “em muito a Zona Industrial de Neiva”. O empresário considera que o pórtico é uma “muralha” para os movimentos empresariais e pessoais no concelho.
Luís Ceia diz que as portagens “castram” a potencialidade do parque empresarial.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts