FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 27 Out 2016

Lucro da Europac aumenta 53% até setembro

O Conselho de Administração do Grupo Europac aprovou os resultados correspondentes ao terceiro trimestre de 2016. A empresa registou um resultado líquido entre janeiro e setembro de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Conselho de Administração do Grupo Europac aprovou os resultados correspondentes ao terceiro trimestre de 2016. A empresa registou um resultado líquido entre janeiro e setembro de 32,0 milhões de euros, o que representa um aumento de 53,1% em relação aos 20,9 milhões de euros registados no mesmo período de 2015. Num contexto de vendas consolidadas estáveis, o EBITDA somou 89,9 milhões de euros, um avanço de 10,2% face os 81,5 milhões registados há um ano. De destacar a subida da margem de EBITDA em 14,9%, ou seja, 1,4 pontos percentuais acima dos 13,5% do terceiro trimestre de 2015. O EBIT cresceu 18,5% para os 53,9 milhões de euros. Jose Miguel Isidro, presidente executivo do Grupo Europac, destaca que “os bons resultados da empresa são consequência das reformas estruturais implementadas nos projetos de gestão interna de carácter comercial e operacional” e acrescenta “conseguimos reduzir a nossa exposição à envolvente e depender mais de nós próprios, o que nos permite oferecer ao mercado e aos nossos acionistas uma maior certeza sobre o cumprimento dos objetivos estratégicos definidos”. Por negócios, o EBITDA da Divisão Packaging alcançou os 15 milhões de euros entre janeiro e setembro, o que representa uma subida de 92,2% face a idêntico período de 2015.  Na Divisão Papel, o EBITDA somou 78,1 milhões nos primeiros nove meses do ano, ligeiramente superior aos 77,7 milhões do ano passado. Este leve aumento é especialmente significativo se for levada em conta a variação do preço de venda do papel kraft e o aumento do custo do papel reciclado, ambos compensados pelo crescimento do volume de produção e das melhorias na gestão. Este último fator permitiu que a margem subisse 15,6%, em relação aos 15,1% do mesmo período de 2015.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts