FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 13 Out 2016

Rali de Portugal: Troço de Viana do Castelo vai abrir competição e terá a sua extensão aumentada

O traçado para a 50.ª edição, em 2017, do Rali de Portugal já está definido e terá algumas novidades em relação à edição do ano […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O traçado para a 50.ª edição, em 2017, do Rali de Portugal já está definido e terá algumas novidades em relação à edição do ano passado, nomeadamente uma especial urbana em Braga, embora mantenha a sua estrutura essencial.
A 19 de maio, na primeira jornada de verdadeira competição, os troços mantêm a mesma designação, mas foram todos revistos, a começar pelo de Viana do Castelo, que passa a ser o primeiro e vê a sua extensão aumentada de 18,7 km para 26,7 km. As classificativas de Caminha (18,1 km) e de Ponte de Lima (27,5 km) passam a disputar-se no sentido inverso ao utilizado este ano.
Entre as novidades da sexta prova do campeonato do mundo de 2017 conta-se uma especial citadina, designada Braga Street Stage, que propõe uma dupla passagem num traçado de 1,9 km, à semelha do que sucedeu na edição de 2016 no Porto.
Depois das duas passagens nestes troços do Alto Minho, num total de 144,6 km, a jornada de sexta-feira fecha com a Braga Street Stage.
No sábado, o dia abre na classificativa de Vieira do Minho (22,4 km) com percurso redesenhado junto à primeira zona espetáculo, no alto da Senhora da Fé, e a introdução de um salto imediatamente antes da zona espetáculo do Campo de Tiro.
Segue-se a nova especial de Cabeceiras de Basto (22,3 km), na Serra da Cabreira, cujo setor inicial que não era utilizado desde 2001 e que recorre a uma estrada que fez parte da classificativa de Vieira do Minho em 2015, apresentando uma segunda metade inédita.
A etapa termina em Amarante (37,5 km), que continua a ser a classificativa mais longa do rali, num dia em que as duas passagens pelas três especiais totalizam 164,6 km cronometrados.
No domingo, dia 21, o Rali de Portugal presta homenagem a Fafe, que recebe os troços finais, incluindo a dupla passagem no tradicional Fafe-Lameirinha (11,2 km), a segunda das quais em regime de Power Stage, e dois troços que não integraram o itinerário das últimas edições: Luílhas (11,9 km) e Montim (8,7 km), este último disputado em sentido contrário ao habitual e ambos com apenas uma passagem.
De novo com base em Matosinhos, a versão ‘bodas de ouro’ do Rali de Portugal voltará a ter a sua partida simbólica em Guimarães e arranca mais uma vez com a superespecial de Lousada, no primeiro dia.
Em comunicado, o Automóvel Club de Portugal afirma que o projeto para a prova, que se realiza entre 18 e 21 de maio, já foi apresentado às marcas e fica a aguardar ratificação em dezembro na assembleia geral da Federação Internacional do Automóvel (FIA).

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts