FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 24 Nov 2016

Câmara de Viana dá ‘luz verde’ para novo pavilhão que estará pronto em setembro de 2017

Foi adjudicada, esta quinta-feira, a empreitada que vai permitir a construção de um novo pavilhão municipal, que deverá estar pronto em setembro de 2017, para […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Foi adjudicada, esta quinta-feira, a empreitada que vai permitir a construção de um novo pavilhão municipal, que deverá estar pronto em setembro de 2017, para o início do novo ano letivo. A obra vai custar 1,5 milhões de euros, apenas com fundos municipais, tendo sido adjudicada por unanimidade em reunião de executivo.
Segundo o edil socialista, José Maria Costa, o novo equipamento vai servir “centenas” de estudantes e ainda as associações e coletividades locais. O pavilhão deverá nascer em terrenos situados na Avenida do Atlântico, junto à Escola EB 2/3 Pedro Barbosa, servindo alunos dessa instituição de ensino e ainda da Escola de Ensino Básico de Monserrate e Jardim-de-Infância.
O pavilhão municipal será o quinto na zona urbana de Viana do Castelo e será uma obra suportada pelo orçamento municipal, utilizando parte do empréstimo bancário de quase 3,9 milhões de euros que a autarquia contraiu no mês de junho.
“O novo Pavilhão do Atlântico vai ser construído junto à Escola Pedro Barbosa. Esta escola não tem um pavilhão para dar apoio ao serviço escolar e havia um terreno municipal que estava disponível, sem qualquer utilização, junto à escola e ao edifício do Formar”, indicou o autarca, na altura do lançamento do concurso, dizendo que esta construção vai apoiar a prática desportiva e a educação física na escola. O autarca indicou ainda que “nos períodos do final do dia e ao fim-de-semana o pavilhão também estará disponível para os clubes e associações do concelho”.
O futuro pavilhão é composto por dois corpos paralelepípedos que integram uma área de jogo e que permite também a prática de basquetebol por ter altura livre de 7.50 metros, vestiários e balneários para 20 atletas cada, vestiários para treinadores e árbitros, primeiros socorros e apoio médico, uma receção, uma cafetaria e áreas técnicas e de arrecadação. Está também prevista uma bancada para 152 lugares sentados. A obra vai ainda contar com um painel de azulejos do artista vianense Mário Rocha.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts