FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 20 Nov 2016

Hóquei em Patins: Juventude Viana perdeu (7-6) em Barcelos

Na sétima jornada do campeonato nacional da 1ª divisão de hóquei em patins, a Juventude de Viana deslocou-se, sábado, a Barcelos para defrontar a equipa […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Na sétima jornada do campeonato nacional da 1ª divisão de hóquei em patins, a Juventude de Viana deslocou-se, sábado, a Barcelos para defrontar a equipa local e perdeu pela margem mínima (7-6).
O jogo no Municipal de Barcelos, que se encheu de publico para assistir ao derby do Minho, começou vivo e logo aos dois minutos Hugo Costa marcou o primeiro golo para os da casa (1-0). A Juventude Viana respondeu de imediato e André Azevedo de meia distancia empatou o desafio (1-1). Aos 5 minutos a equipa da casa ganha nova vantagem com o golo de Reinaldo Ventura (2-1).
Este inicio diabólico dava desde logo a entender que se iria assistir a uma boa partida. Bem disputada e com emoção até ao fim. Aos 18 minutos Tó Silva, o melhor em campo, voltou a empatar o desafio (2-2).
O jogo não parava e dois minutos depois, Joca Guimarães, acabado de entrar, deu nova vantagem à equipa de Paulo Freitas (3-2).
Pouco depois a Juventude de Viana ficou sem dois jogadores por cartão azul, primeiro foi Nuno Santos e na jogada imediata Diogo Fernandes. O OC Barcelos dispôs de dois livres diretos, mas nem Álvarinho nem Reinaldo Ventura conseguiram bater Edo Bosch.
Com menos dois elementos na pista, a Juventude Viana não conseguiu evitar que Alvarinho aumenta-se a vantagem dos visitados (4-2). Ainda antes do intervalo, Tó Silva voltou a por o resultado na diferença mínima (4-3).
Na segunda parte o espectáculo continuou bom e o publico não se deve ter arrependido de ter saído de casa numa noite bastante invernosa e de per pago para assistir ao vivo a este derby que deveria ter tido honras de transmissão televisiva.
Aos 4 minutos do segundo tempo, André Azevedo falhou uma grande penalidade e Vieirinha na resposta fez mais um golo para os locais (5-3). As oportunidades continuavam à mercê de ambas as formações, mas Luís Querido e Tó Silva não conseguiam marcar de livre direto.
Aos 10 minutos Francisco Silva volta a ligar a Juventude Viana ao jogo ao marcar de grande penalidade (5-4).
No minuto seguinte, com alguma felicidade, Zé Pedro voltou a por o Barcelos com dois golos de vantagem no marcador e Reinaldo Ventura aumentou a vantagem (7-4) de grande penalidade.
A Juventude de Viana nunca desistiu de conseguir alcançar um bom resultado e Diogo Fernandes de uma forma exemplar fez o 7-5 de livre direto a pouco mais de seis minutos do fim. Os vianenses acabaram o jogo em cima do seu adversário e Tó Silva ainda teve tempo de reduzir para 7-6 e de assertar logo depois com a bola no poste esquerdo da baliza de Ricardo Silva.
Com a diferença mínima no marcador, Renato Garrido apostou tudo na recta final do encontro e a Juventude Viana acabou o jogo sem o seu guarda-redes na baliza jogando os últimos segundos com 5 jogadores de campo.
Por tudo o que se passou, o derby do Minho deveria ter terminado empatado, mas o OC Barcelos foi mais feliz e conquistou os três pontos.
Na próxima jornada a Juventude de Viana recebe o Sporting no Pavilhão de Monserrate (30 de Novembro), mas antes disso joga, também em Viana, para a Taça CERS com os alemães do RSC Darmstadt no próximo sábado, 26 de Novembro às 21h30..
Resultados da 7ª jornada:
OC Barcelos, 7 – Juventude Viana, 6
Riba D’Ave, 1 – Turquel, 7
AD Valongo, 6 – SC Tomar, 4
SL Benfica, 10 – Valença HC, 1
UD Oliveirense, 5 – Candelária, 2
FC Porto, 12 – Paço de Arcos, 1
Sporting CP, 7 – AD Sanjoanense, 2

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts