FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 18 Nov 2016

Ministro da Solidariedade e Segurança Social inaugurou valências da APPACDM no Cabedelo

O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, cumpriu com o prometido a 13 de Maio, aquando das comemorações dos 44 anos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, cumpriu com o prometido a 13 de Maio, aquando das comemorações dos 44 anos da instituição, e sanou definitivamente a polémica que envolveu os Centros de Atividades Ocupacionais da APPACDM no Cabedelo. Vieira da Silva fez esta sexta-feira um périplo pelo Alto Minho para inaugurar o Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais 1 e 2 do Cabedelo, e também o Lar Residencial  e Centro de Atividades Ocupacionais 2 de Melgaço e as obras de ampliação do Centro de Atividades Ocupacionais de Valença. Recorde-se que, depois das obras concluídas, a APPACDM de Viana do Castelo viu-se a braços com um processo de “despejo” das instalações dos Centros de Atividades Ocupacionais do Cabedelo protagonizado pela Segurança Social. Com a mudança de Governo, e de passagem por Viana do Castelo, o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social tinha já garantido que o Estado não deixaria de honrar todos os compromissos com esta instituição. O Ministro referiu, depois de uma visita ao Lar Residencial, que este dia significou o início de “um novo horizonte deste equipamento” e que, na visita que fez ao Alto Minho, teve oportunidade de confirmar a qualidade e profissionalismo do trabalho feito em prol da pessoa com deficiência. Já o autarca de Viana referiu-se ao dia de hoje como um dia de festa, “o dia em que o Estado voltou a ser uma pessoa de bem”.  Em Julho foram finalmente assinados os protocolos de cooperação com a Segurança Social para as 3 valências existentes no edifício: O Lar Residencial, já com 18 utentes e a capacidade esgotada, e os Centros de Atividades Ocupacionais, atualmente com 47 utentes, dispondo de uma capacidade de resposta para um total de 60 utentes. Luiz Costa, o responsável pela APPACDM de Viana do Castelo, não escondeu a sua satisfação pela resolução definitiva deste problema que, recorde-se, chegou a levar a população vianense para as ruas numa manifestação de apoio à instituição quando esta se viu confrontada com a ordem de despejo. Momento de “angústia e incerteza” que prefere esquecer, preferindo antes recordar que neste dia foram inaugurados equipamentos que implicaram um investimento de 817 mil euros, sendo que a APPACDM serve atualmente, em todo o distrito, um universo de 900 utentes. Apesar disso, referiu, ainda há duas centenas de utentes em lista de espera mas, tal como o próprio Ministro da tutela sublinhou, este um um trabalho que vai continuar.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts