FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 24 Nov 2016

Plataforma marítima de produção de eletricidade vai ser instalada ao largo de Viana

Foi aprovada, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, uma resolução que vai permitir a instalação de plataforma marítima de produção de eletricidade ao largo de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Foi aprovada, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, uma resolução que vai permitir a instalação de plataforma marítima de produção de eletricidade ao largo de Viana do Castelo. No comunicado pode ler-se que “foi aprovada uma resolução que conclui os procedimentos de instalação de plataforma marítima de produção de eletricidade, ao largo de Viana do Castelo” e que pretende “concretizar o projeto de produção de eletricidade em fase pré-comercial, denominado Windfloat, através da criação de condições para assegurar a sua ligação à rede elétrica pública e o licenciamento, até 18 de dezembro de 2016, bem como promover a alteração da localização da zona piloto das ondas situada ao largo de São Pedro de Moel para Viana do Castelo, com vista à sua revitalização”.
O WindFloat é coordenado pela EDP, através da EDP Renováveis, e é desenvolvido por um consórcio que integra o parceiro tecnológico Principle Power, a Repsol, a capital de risco Portugal Ventures e a metalúrgica A. Silva Matos.
Segundo a EDP explicou anteriormente, o futuro parque “tem já comprometidos fundos nacionais de Investigação & Desenvolvimento (I&D) e europeus, ao abrigo do programa NER 300”. Os testes foram realizados ao longo de 5 anos e “provaram a fiabilidade da solução tecnológica em condições climatéricas adversas, tendo resistido a ondas com mais de 17 metros e ventos superiores a 60 nós”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts