FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 22 Nov 2016

Santa Luzia vai ter o Edifício das Tílias

A Confraria de Santa Luzia assinou o contrato da empreitada de construção do Edifício das Tílias. Orçada em 1.044 milhões de euros e com um […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Confraria de Santa Luzia assinou o contrato da empreitada de construção do Edifício das Tílias. Orçada em 1.044 milhões de euros e com um prazo de execução de dez meses, a empreitada integra uma operação urbanística a cargo e em terrenos pertencentes à Confraria de Santa Luzia, no âmbito do Projeto de Arranjo Urbanístico e Paisagístico de Santa Luzia. O novo Edifício Tílias vai albergar diversas e valências, designadamente o espaço de exposição museológica com apoio de uma sala de leitura ligada à atividade arquivística, depósito de apoio e um bar/restaurante com funcionamento independente. Integra também uma unidade de Alojamento Local, designada como “Albergue”, com capacidade para 38 utentes e duas arrecadações com acesso pelo exterior e ainda instalações de apoio ao edifício como garagem, lavandaria, sanitários/vestiários de funcionários, sala de pessoal, localizando-se no seu extremo Norte um bloco de instalações sanitárias de uso público, que substituirá as atuais que serão demolidas. Está prevista, numa outra fase, a infraestruturação da área envolvente que prevê a realização de várias dezenas de lugares de estacionamento público, destinados a servir não só o edifício das Tílias mas também as necessidades correntes da Estância de Santa Luzia. A nova estrutura é uma das que estão previstas no Projeto de Arranjo Urbanístico e Paisagístico de Santa Luzia, que prevê o redesenho da “Praça de Santa Luzia”, reorganizando a circulação automóvel e pedonal, eliminando o estacionamento na frente do Templo e reduzindo a área de paragem de autocarros, mas também a construção de um bar/restaurante panorâmico e de um espaço de culto/cripta sob o nível da praça; a reorganização geral do “espaço exterior a Norte do Templo”, alterando os arranjos existentes de forma a promover a sua renaturalização e ampliar substancialmente a área de estacionamento; e a revitalização do “Jardim das Tílias”, replantando diversas árvores e redefinindo as áreas ajardinadas, instalando um parque de merendas e construindo um anfiteatro no seu extremo Norte. A assinatura do contrato com o empreiteiro decorreu na Câmara Municipal, que assinou um protocolo de colaboração para apoio técnico para o arranjo urbanístico e paisagístico. Nele, a autarquia comprometeu-se a prestar de forma gratuita o apoio necessário para este projeto, nomeadamente apoio técnico de arquitetura engenharia, acompanhamento de estão de projetos de investimento financiados por fundos públicos; apoio administrativo para o lançamento do concurso público e a participação do Gabinete de Arqueologia do Município para acompanhamento e eventual intervenção arqueológica. Em contrapartida, a confraria compromete-se a manter aberto o equipamento e espaço envolvente, sendo que a implementação do protoloco será acompanhada por uma Comissão de Acompanhamento.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts