FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 14 Dez 2016

Instalação de parque eólico ao largo de Viana do Castelo é para avançar rapidamente

O Governo já concluiu os procedimentos para a instalação de uma plataforma marítima de produção de eletricidade, ao largo de Viana do Castelo, no âmbito […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Governo já concluiu os procedimentos para a instalação de uma plataforma marítima de produção de eletricidade, ao largo de Viana do Castelo, no âmbito do projeto eólico Windfloat, refere uma resolução recentemente publicada em Diário da República. Em causa está o projeto Windfloat Atlantic, de aproveitamento da energia do vento, coordenado pela EDP, através da EDP Renováveis, que integra o parceiro tecnológico Principle Power, a Repsol, a capital de risco Portugal Ventures e a metalúrgica A. Silva Matos. De acordo com a resolução 81-A/2016, publicada em Diário da República, cabe ao ministro da Economia “prosseguir as ações e medidas já iniciadas em princípios de 2015, pelo XIX Governo Constitucional, no sentido de serem concluídos os estudos e finalizada a construção, em tempo, pela REN – Rede Elétrica Nacional, do cabo submarino de ligação da central eólica ‘offshore’, de 25 MW, denominada Windfloat Atlantic, a situar ao largo de Viana de Castelo, de acordo com a solução técnica e económica mais eficiente”. Aquele ministério terá também que “assegurar a conclusão, com a maior urgência, do procedimento de atribuição do ponto de receção na Rede Elétrica de Serviço Público (RESP), de acordo com a solução de ligação adotada nos termos do número anterior”. O responsável da pasta da Economia irá ainda atribuir, até 18 de dezembro, a licença de produção para a central eólica ‘offshore'” a instalar ao largo da capital do Alto Minho.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts