FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 10 Jan 2017

Caminha vai receber o 2º encontro de “projeto único no mundo”

Caminha vai receber o 2º Encontro Participativo do Orçamento Participativo de Portugal (OPP), um “projeto único no mundo”, diz a autarquia. A sessão conta com […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Caminha vai receber o 2º Encontro Participativo do Orçamento Participativo de Portugal (OPP), um “projeto único no mundo”, diz a autarquia. A sessão conta com a presença da Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa, Graça Fonseca, vai decorrer esta quarta-feira, pelas 18 horas, no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Caminha. À semelhança do que acontece no Orçamento Participativo de Caminha, o Município convida a população a participar, a escolher e a votar nos projetos que quer ver desenvolvidos a nível territorial e nacional. O Orçamento Participativo Portugal é um processo democrático, direto e universal, através do qual as pessoas decidem sobre investimentos públicos em diferentes áreas de governação. Através do OPP as pessoas podem decidir como investir 3 milhões de euros. O OPP é deliberativo. São as pessoas que apresentam propostas de investimentos e de projetos que querem ver concretizados nas áreas da cultura, da ciência, da Educação e formação de adultos e da agricultura, no Continente e nas áreas da justiça e da administração interna, nas Regiões Autónomas. O Governo está a promover os Encontros Participativos pelo país, sendo que o concelho de Caminha vai receber o segundo de Portugal. Recorda-se que em matéria de Orçamento Participativo Caminha é um exemplo a nível mundial: “Aqui em Caminha como em nenhuma parte do mundo as pessoas escolhem o que fazer com o IRS que pagam e que fica no concelho. E têm escolhido bem: a rede Wifi ou 3G aqui na Serra d’Arga, o Cais da Rua em Caminha; a recuperação do Dólmen da Barrosa, entre outras propostas”, tem reiterado o autarca Miguel Alves. O OPP tem duas fases principais: a fase de apresentação de propostas, que vai decorrer até abril, e a fase de votação de projetos, que terá lugar entre junho e setembro.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts