FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 20 Jan 2017

Paço de Giela supera todas as expectativas de visitantes em 2016

Ao longo do ano de 2016 foram mais de 30 000 os visitantes que embarcaram numa viagem entre passado e presente no Paço de Giela, […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Ao longo do ano de 2016 foram mais de 30 000 os visitantes que embarcaram numa viagem entre passado e presente no Paço de Giela, em Arcos de Valdevez,  entre visitas guiadas ao monumento e presenças em múltiplos eventos aí ocorridos. Monumento com características únicas, atravessando o tempo desde o século XI, é atualmente um verdadeiro espaço de cultura, história, homenagem à memória coletiva e aos alvores da nacionalidade. Neste sentido, e de forma a dar continuidade aos projetos iniciados no ano anterior, em 2016 foram promovidas diversas atividades dirigidas a públicos de diferentes faixas etárias, com o principal objetivo de dinamização e valorização do património histórico. Desde apresentações de livros, exposições, workshops, desfiles de moda criativa, sessões fotográficas, aos programas educativos e programas para famílias, casos do “Paço em Família” e “Aventuras no Paço”, o Monumento revela uma capacidade contínua para cativar, educar e surpreender o público; no âmbito do plano de sensibilização para a preservação e conhecimento do Património Histórico concelhio e através do projeto “Conhece a tua terra”, por exemplo, mais de 800 alunos do Ensino Básico e Secundário do concelho visitaram o Monumento. A zona envolvente do Paço de Giela foi também um dos pontos de passagem de várias provas desportivas. Já no interior do monumento, centenas de pessoas assistiram aos espetáculos musicais apresentados e inseridos na programação das “Noites no Paço”; esta iniciativa pretendeu realçar os projetos numa envolvência única com o espaço que os acolheu. A Recriação Histórica do Recontro de Valdevez, ocorrida em Julho, levou até ao Monumento milhares de pessoas provenientes de diversas geografias nacionais e internacionais, que tiveram oportunidade de viajar no tempo até ao século XII e aos alvores da nacionalidade. Também na noite mais terrífica do ano, 31 de Outubro, durante o evento “Paço Assombrado”, foram muito os arcuenses, e não só, que percorreram o espaço e sobretudo o interior do Paço, transformado assustadoramente para os receber, numa noite que ficou registada na memória das múltiplas gerações que usufruíram do programa produzido pela edilidade arcuense.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts