FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 14 Fev 2017

CIM Alto Minho “indignada” com encerramento da delegação da RTP em Viana já pediu reunião ao Ministro da Cultura

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho está “indignada” com o possível encerramento da delegação da Rádio e Televisão de Portugal – RTP em Viana […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho está “indignada” com o possível encerramento da delegação da Rádio e Televisão de Portugal – RTP em Viana do Castelo e já solicitou uma reunião com o Ministro da Cultura. A RTP está a preparar uma reestruturação das suas delegações e vai deixar de ter correspondentes em Braga e Viana do Castelo, o que José Maria Costa, presidente da CIM e autarca vianense, considera “um desrespeito pelo Alto Minho”. O responsável já pediu uma reunião ao Ministro da Cultura, tendo já apresentado um voto de protesto ao governante e ao presidente do conselho de administração da RTP. Também já comunicou a indignação a “todos os grupos parlamentares e aos deputados eleitos pelo distrito”, para que tentem travar esta decisão.

José Maria Costa diz não poder entender que a RTP quebre o serviço público ou esteja a dar eventual preferência a “amiguismo do ponto de vista político”. “É com profunda indignação que o Alto Minho se vai manifestar contra esta intenção da RTP, colocando tudo e todos contra esta decisão que viola claramente o interesse público e que vai estar a criar situações de amiguismo”, lamentou.

À margem de uma conferência de imprensa sobre a Vianatech, esta terça-feira, o socialista disse que “foi com surpresa e muita indignação que tomei conhecimento que a administração da RTP pretende encerrar a delegação do Alto Minho, em Viana do Castelo, e que pretende instalar-se em Vila Real, criando protocolos com universidades”. José Maria Costa recordou que a RTP tem “instalações próprias em Viana do Castelo, desde 1993, que foram cedidas pela Câmara Municipal precisamente para que esta delegação funcionasse e pudesse apoiar o Alto Minho”.

“Não entendemos como se pode gastar dinheiro em novas instalações e em novos protocolos em Vila Real, encerrando-se uma instalação e deixando-se por utilizar uma instalação do Alto Minho”, indicou o autarca, realçando que “mais grave do que isso é o desrespeito que a RTP está a mostrar pela população do Alto Minho e de Braga”.

O presidente da CIM do Alto Minho promete lutar até às últimas consequências para travar o encerramento da RTP no distrito.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts