FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 21 Mar 2017

19ª edição da Bienal de Cerveira elege Paula Rego como homenageada principal

A 19ª edição da Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira vai ter como homenageada principal a artista Paula Rego. A bienal de […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A 19ª edição da Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira vai ter como homenageada principal a artista Paula Rego. A bienal de arte mais antiga do país quer assim prestar tributo a um dos maiores nomes da pintura nacional e internacional, recordando que a ligação de Paula Rego ao evento remonta a 1995, ano em que a reprodução da sua pintura “Guarda” foi capa do catálogo da VIII Bienal Internacional de Arte.

Detentora de um imaginário simbólico distintivo, Paulo Rego encontra-se representada nos mais conceituados museus do mundo. A exposição de homenagem, cuja curadoria é da responsabilidade de Helena AM Pereira, tem como nome “Labirinto de Estórias” pretendendo “convidar o público a fazer uma viagem retrospetiva pelo percurso da artista”, adiantou Cabral Pinto, coordenador artístico da 19ª edição.

Maria Paula Figueroa Rego nasceu a 26 de janeiro de 1935 em Lisboa, mas vive em Londres desde os anos 70. Das distinções que recebeu destaca-se a Grã-Cruz da Ordem de Santiago de Espada (2004), tendo em 2010 recebido pela Rainha Isabel II a Ordem do Império Britânico com o grau de Oficial, pela sua contribuição para as artes.

De recordar que a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira regressa a Vila Nova de Cerveira de 15 de julho a 16 de setembro, sob o tema “Da Pop Arte às Trans-vanguardas, Apropriações da arte popular”, sendo que foi também já anunciada a homenagem ao escultor Jaime Azinheira.

 

Créditos da fotografia: Nick Willing

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts