FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 06 Abr 2017

PSD de Ponte de Lima acusa CDS por “décadas de atraso” na vila mais antiga do país

O gestor Pedro Salvador foi apresentado como mandatário autárquico do PSD em Ponte de Lima. A escolha da comissão política concelhia local recaiu sobre Pedro […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O gestor Pedro Salvador foi apresentado como mandatário autárquico do PSD em Ponte de Lima. A escolha da comissão política concelhia local recaiu sobre Pedro Salvador, nascido no Porto há 40 anos, casado com uma limiana e gestor de empresas há mais de 20 anos.

É militante do PSD há mais de 25 anos, tendo feito parte de várias comissões políticas da JSD e do PSD do Porto. Foi presidente da concelhia da JSD do Porto no 1° mandato de Rui Rio na Câmara Municipal do Porto, foi vice-presidente da distrital da JSD do Porto em 2 mandatos distintos e foi director de campanha de Pedro Passos Coelho no Porto nas eleições directas que o elegeram líder do PSD. Foi ainda membro do conselho nacional do PSD até 2016.

A concelhia laranja considera que “o atual momento da vida política limiana evidencia o desgaste político do CDS à frente dos destinos da autarquia, depois de se dividirem entre CDS bom e CDS mau”. Em comunicado, os social-democratas consideram que “por não terem espaço para tantos egos, tentam agora adulterar a realidade de décadas de atraso no desenvolvimento local do concelho e branquear as responsabilidades que todos os que passaram pela câmara municipal têm no assinalável fracasso visível para todos”, acusando o CDS de “fracasso a nível de atração de investimento, criação de emprego e fixação de pessoas”.

“Ponte de Lima tem condições únicas e preferenciais para se afirmar internacionalmente como um cluster na área da inovação, ambiente, agricultura biológica e turismo rural, mas nada disso importa ao CDS. As festas do garrafão e as feiras na tenda são a triste prioridade neste município”, acusa ainda o PSD de Ponte de Lima, considerando que “a verdadeira alternativa a este status quo é o Partido Social Democrata que se apresenta a votos com uma candidatura encabeçada pelo seu vereador Manuel Barros”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts