FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 12 Abr 2017

Viana do Castelo: Árbitros condenam em Comunicado atos de violência nos jogos do passado fim-de-semana

O Núcleo de Árbitros de Futebol VAL MINHO emitiu esta terça-feira um comunicado a dar conta dos últimos acontecimentos com árbitros de Viana do Castelo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Núcleo de Árbitros de Futebol VAL MINHO emitiu esta terça-feira um comunicado a dar conta dos últimos acontecimentos com árbitros de Viana do Castelo durante o fim de semana passado.

COMUNICADO
O Núcleo de Árbitros de Futebol VAL MINHO serve-se deste meio, uma vez mais, para condenar todos os atos de violência que tem ocorrido no Futebol e Futsal no país INTEIRO.

No último fim semana, o nosso distrito, Viana do Castelo, registou dois novos atos de violência. No passado sábado, em Vila Praia de Âncora, no jogo da meia-final da Taça AFVC Futsal entre Ponte da Barca e Amigos de Sá, um árbitro da nossa associação, foi agredido, com uma bofetada, no final da partida, por um jogador do Ponte da Barca.

No Domingo, no jogo entre Chafé e Neves, para o campeonato distrital da 1ª Divisão da AFVC, o secretário do Conselho Fiscal deste núcleo e, também, nosso associado, João Morte, terminou o jogo aos 72 minutos depois de expulsar, com cartão vermelho direto, um jogador do Neves. Entretanto, após sancionar, disciplinarmente, o jogador do Neves e de prestar assistência ao jogador lesionado, o árbitro João Morte, foi agredido pelo jogador expulso. A atitude agressiva do jogador, fez com que João Morte deixasse de se sentir, psicologicamente, capaz de conduzir a partida, dando por terminado o jogo.

Ainda, no Fátima – Torreense, referente à Zona Sul do Apuramento de Campeão do Campeonato de Portugal Prio, um experiente árbitro C2, foi vítima de uma agressão, em pleno relvado, após o apito final.

Por fim, também o treinador do Gondomar no escalão de sub/11 (infantis), no jogo disputado entre Sousense e Gondomar, foi agredido e obrigado a fechar-se no balneário com os jogadores (crianças de 11 anos), até que as forças de segurança chegassem.

Perante o acima exposto, o Núcleo de Árbitros Futebol Val Minho, vem condenar, novamente, todos os atos de violência a que tem assistido e demonstrar total solidariedade com todos os árbitros vítimas de tais comportamentos.

O Núcleo de Árbitros Futebol Val Minho, salienta, ainda, que não se revê nestes atos e apela a todos os PORTUGUESES e, em especial, aos AGENTES DESPORTIVOS para que digam NÃO À VIOLÊNCIA!

A Direção do NAF VAL MINHO

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts