FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 18 Mai 2017

Rally de Portugal: Começa hoje no Alto Minho a edição 50 com a maior participação de carros WRC

Os dois dias de reconhecimentos para o Vodafone Rally de Portugal chegaram ao fim. Terminado este processo, as equipas preparam-se para o início da competição. […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Os dois dias de reconhecimentos para o Vodafone Rally de Portugal chegaram ao fim. Terminado este processo, as equipas preparam-se para o início da competição.

Duas “especiais” da secção de sexta-feira – Caminha e Ponte de Lima – são percorridas no sentido inverso, enquanto Viana do Castelo tem 10,9 quilómetros completamente novos.

No sábado, Vieira do Minho e Amarante são iguais ao ano passado com excepção dos derradeiros 200 metros do primeiro troço. Os 22,3 quilómetros de Cabeceiras de Basto são novos.

No domingo, as duas classificativas que separam a primeira e a segunda passagens por Fafe, que mantém o format dos anos anteriores, também são novas. Tanto Luílhas como Montim, que perfazem 20,5 km, vão ser um novo desafio para os pilotos.

RECORDE DE CARROS WRC NOS 50 ANOS DO RALLY DE PORTUGAL

O WRC Vodafone Rally de Portugal está prestes a começar no campeonato do mundo mais disputado dos últimos anos. Novas regras, novos carros e muitas novidades na edição deste ano, em que se comemoram os 50 anos do Rally de Portugal.

Os novos regulamentos do Campeonato do Mundo de Ralis trazem a Portugal carros mais espetaculares, mais rápidos, mais competição e mais novidades na lista de inscritos. No total são 17 carros WRC, um recorde nesta temporada do mundial.

Pela primeira vez desde que regressou ao WRC, a Toyota vai alinhar em Portugal com três carros, com Esapekka Lappi a juntar-se a Juho Hanninen e a Jari-Matti Latvala, o vencedor do Rali da Suécia.

A Citroën apresenta-se com quatro viaturas, em vez das habituais três, fazendo alinhar Kris Meeke (o 1º classificado no México), Craig Breen, Stéphane Lefebvre e Khalid Al Qassimi.

A representação da Ford, confiada à M-Sport, é também constituída por quatro carros, integrando o campeão do mundo, Sébastien Ogier, vencedor da jornada inaugural em Monte Carlo, Ott Tänak, Elfyn Evans e Mads Østberg.

Finalmente, a Hyundai apresenta a sua formação habitual com Thierry Neuville (vitorioso na Córsega), Hayden Paddon e Dani Sordo.

A estes juntam-se ainda outros três WRC: Martin Prokop (Ford), Valeriy Gorban (Mini) e Jean-Michel Raoux (Citroen), todos eles com máquinas de especificação pré 2017, na categoria WRC Trophy.

O Rally de Portugal, que este ano conta com 23 pilotos portugueses e volta a integrar o Campeonato Nacional de Ralis, estando 17 inscritos nesta competição.

Já o campeonato WRC2, que terá em Portugal uma das jornadas obrigatórias para todos os pilotos, será outra das atrações da prova, permitindo às melhores duplas portuguesas do nacional de ralis medirem forças com os mais promissores jovens pilotos da atualidade.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts